Soldados de Cristo

Soldado - 3

“Suporte comigo os sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado se deixa envolver pelos negócios da vida civil, já que deseja agradar aquele que o alistou. Semelhantemente, nenhum atleta é coroado como vencedor, se não competir de acordo com as regras. O lavrador que trabalha arduamente deve ser o primeiro a participar dos frutos da colheita. Reflita no que estou dizendo, pois o Senhor lhe dará entendimento em tudo. Lembre-se de Jesus Cristo, ressuscitado dos mortos, descendente de Davi, conforme o meu evangelho, pelo qual sofro a ponto de estar preso como criminoso; contudo a palavra de Deus não está presa. Por isso, tudo suporto por causa dos eleitos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus, com glória eterna. Esta palavra é digna de confiança: Se morremos com ele, com ele também viveremos; se perseveramos, com ele também reinaremos. Se o negamos, ele também nos negará; se somos infiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo.” (2 Timóteo 2.3-13 NVI)

Como cristãos precisamos decidir a quem agradar: a Deus ou ao mundo. Aos dois é impossível! Jesus disse: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro” (Mateus 6.24). Tiago confirmou: “não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (4.4).

Continue lendo

Anúncios

O disfarce inútil

Rei Acabe - 4Subiram o rei de Israel e Josafá, rei de Judá, a Ramote-Gileade. Disse o rei de Israel a Josafá: Eu me disfarçarei e entrarei na peleja; tu, porém, traja as tuas vestes. Disfarçou-se, pois, o rei de Israel e entrou na peleja.” (1 Reis 22:29,30)

O rei de Israel, Acabe, estava tenso por causa da proximidade do combate em Ramote-Gileade. Ele devia estar se lembrando das palavras contrárias ditas pelos profetas Elias e Micaías a seu respeito (1 Reis 20:42; 21:19b; 22:17a;23b).

A tensão aumentou, não só por causa da batalha em si, mas pelas profecias nada animadoras. Ela aumentaria ainda mais se Acabe soubesse dos planos de Ben-Hadade, rei da Síria, a seu respeito: “Não pelejareis nem contra pequeno nem contra grande, mas somente contra o rei de Israel” (1 Reis 22:31). O rei da Síria deixou bem claro quem ele queria morto. O estranho de tudo isso é que Ben-Hadade era aquele a quem Acabe considerava como um “irmão” e acabou soltando-o após a sua vitória que foi concedida por Deus (1 Reis 20). O rei de Israel soltou aquele a quem Deus já havia condenado (1 Reis 20:31-34,42). Desobedecer a Deus tem as suas conseqüências.

Acabe então pensou numa forma de se safar de seu destino já predito: Eu me disfarçarei e entrarei na peleja”; com certeza como um soldado comum. Porém, o rei não tinha como escapar, pois a sua sentença já estava dada. Mesmo disfarçando-se, ele não teria outro fim que não fosse a morte nesta batalha (1 Reis 22:34-38). Em episódios anteriores podemos comprovar que o rei de Israel teve oportunidades dadas por Deus de se arrepender e voltar-se para Ele, mas Acabe se arrependeu momentaneamente e por fim a paciência de Deus se esgotou. Com a sentença dada pelo profeta Micaías, a vida de Acabe estava chegando ao fim (1 Reis 22:14-26); não que Deus não tenha dado inúmeras oportunidades para o arrependimento do rei de Israel, mas porque ele não queria e não quis se arrepender.

Os antigos quando saíram do Egito – onde eram oprimidos como escravos – ganharam a mercê de Deus pela sua libertação, mas murmuraram tanto ao ponto de confeccionar um deus para adorarem, e acabaram perecendo no deserto por onde peregrinaram. Daquela geração apenas dois entraram na terra prometida, a saber, Josué e Calebe. Nem Moisés entrou por ter desobedecido a Deus (Deuteronômio 34:4-6).

Hoje, os cristãos estão peregrinando em “terra estranha” rumo ao céu, pelo deserto deste mundo corrompido pelo pecado e muitos tem ficado pelo caminho; alguns porque passam a adorar falsos deuses; outros porque se disfarçam de fiéis enganando a si próprios; outros reclamando da vida e de Deus; e outros “porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus” (João 12:43). O fato é que Jesus disse: “Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela (Mateus 7:13,14).

O povo antigo – idolatra, desobediente e murmurador – não herdou a terra prometida, apenas seus descendentes; e da mesma forma aqueles que idolatram, não se arrependem e não obedecem a Deus, também não herdarão o reino dos céus. Portanto, adoremos somente Àquele que digno de ser louvado e adorado: O Deus Todo Poderoso. Arrependamos de nossos pecados sem o qual pereceremos pelo caminho rumo a “terra prometida”, o céu; e obedeçamos ao Único e Soberano Senhor do universo: O Deus Criador.

Palavras para guardar: Adorar (somente a Deus – Elohiym), Arrependimento e Obediência (ao Senhor – Yehovah)