Intercessão poderosa

Intercessão II

Reflexão:

  1. Como é possível obter a vida eterna? 
  2. Qual é a forma de conseguir ser ouvido por Deus?
  3. Como obtemos nossos pedidos feitos a Deus?
  4. Se você vê um irmão pecar, o que você faz?
  5. Há solução para o pecado? Qual pecado que a Bíblia diz para não rogar?
  6. Por qual pecado devemos rogar?
  7. O cristão vive em pecado? O inimigo pode lhe tocar?

Continue lendo

Anúncios

Julgar pela aparência

aparência

Porque fazemos isso, e quais as implicações?

Introdução:

“Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça.” (João 7:24)

Neste verso, e também no contexto, aparência não deve se limitar a questão física, mas num preconceito arrogante que os lideres tinham em relação a Jesus, sem o qual ficassem livres, jamais poderiam ter o discernimento correto do Messias (João 7:17).

O capítulo 7 começa com Jesus sendo julgado um lunático por seus irmãos e tentando força-los dentro dos seus conceitos de um Messias superstar. Quando ele chegou, em oculto, ouviu que o povo se dividia entre achar que ele era bom ou enganador, baseados em ambas as opiniões.

Continue lendo

Características da igreja

Jesus no meio dos candeeiros de ouroEm sete pontos – um número perfeito em Apocalipse – as características básicas da igreja do Senhor Jesus Cristo (candeeiro de ouro conforme Apocalipse 1:12,13,20).

Obviamente, existem outras características que definem a igreja a qual Jesus é o Cabeça, Senhor e Salvador, mas limitamos nestas sete para enfatizar as questões que mais fogem do modelo original descrito no Novo Testamento nos dias atuais.

1) A igreja é um organismo, não uma organização: “Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo.” (1 Coríntios 12:27)

– A igreja é um organismo vivo (corpo formado por pessoas redimidas), e não uma organização humana, ou seja, uma empresa, entidade, corporação, instituição, etc. A igreja é o corpo de Cristo.

Continue lendo

Eleição e predestinação

“Reconhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição,” (1 Tessalonicenses 1:4); “assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade” (Efésios 1:4,5)

– Eleição

A escolha por Deus daqueles que crêem em Cristo é uma doutrina importante (Romanos 8:29-33; 9:6-26; 11:5,7,28; Colossenses 3:12; 2 Tessalonicenses 2:13; Tito 1:1). A “eleição” (gr. eklegoe) refere-se à escolha feita por Deus, em Cristo, de um povo para si mesmo, a fim de que sejam santos e inculpáveis diante dele (2 Tessalonicenses 2:13). Essa eleição é uma expressão do amor de Deus, que recebe como seus todos os que recebem seu Filho Jesus (João 1:12). A doutrina da eleição se apóia das seguintes verdades:

Continue lendo

Os atalaias no seu tempo

“A ti, ó filho do homem, te constitui por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lhes darás aviso da minha parte.” (Ezequiel 33:7)

O Atalaia era à pessoa que ficava de sentinela numa torre do castelo ou no local mais alto e estratégico das muralhas que cercavam a cidade, para avisar o seu povo a qualquer momento sobre a presença do inimigo. Deus comparou a missão do atalaia com a que os seus profetas exerciam no meio do povo, avisando-os das ameaças que poderiam levá-los à destruição espiritual.

Atalaias do Antigo Testamento:

No Antigo testamento Deus diz que os profetas Jeremias e Ezequiel foram constituídos atalaias entre o povo para anunciar a sua mensagem. E que os judeus seriam levados cativos para a Babilônia como consequência dos seus pecados de idolatria. Entretanto, outros servos do Senhor Deus cumpriram com esse propósito (Parecido como a do atalaia):

Continue lendo