Jesus

Metamorfose

Postado em Atualizado em

metamorfoseNo mundo animal (insetos e anfíbios), metamorfose, “é uma mudança na forma e na estrutura do corpo bem como um crescimento e uma diferenciação, dos estados juvenis ou larvares, até chegarem ao estado adulto”. A palavra metamorfose vem do grego “metamórṗhosis”, formada pelos radicais ‘meta’ (prefixo), “mudar“, mais ‘morpho’ (sufixo), “forma”. Exemplificando, metamorfose é a transformação total de um ser (indivíduo em relação ao nosso caso), mudança de forma: é água em vinho; noite em dia; trevas em luz; criança em adulto; pecador em justo.

Leia o resto deste post »

Anúncios

Frutos segundo a árvore

Postado em Atualizado em

Atualmente, muitos fazem inúmeras coisas em nome de Jesus, mas não aquilo que Ele realmente quer. Os frutos vistos não são compatíveis com a árvore; é só comparar com as sagradas escrituras e comprovar a discrepância. Jesus é a videira, mas o que se vê não são uvas, mas espinhos e abrolhos.

“Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?” (Mateus 7.16)


Jesus disse: “Eu sou a videira; vós sois os ramos. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.” (João 15:5)

Se os frutos são diferentes da semente que os originou, ela foi adulterada ou morta, resultando em um fruto falso ou em nada. Para fazer alguma coisa conforme a vontade de Deus é necessário e indispensável estar em Cristo, pois sem Ele nada podemos fazer. O resultado disso serão frutos segundo a árvore originária, frutificando a semente pura do evangelho semeada em nossos corações!

Os milagres bíblicos e a fé em Cristo hoje

Postado em Atualizado em

“Disse-lhe Jesus [a Tomé]: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram. Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (João 20.29-31).

Os milagres registrados na Bíblia tiveram cinco propósitos básicos: 1) Provar a fonte da mensagem (que era de Deus); 2) Provar que Jesus tinha poder para perdoar pecados; 3) Introduzir uma nova doutrina (a de Cristo); 4) Confirmar as credenciais dos apóstolos (autênticos mensageiros de Cristo); 5) Confirmar a palavra pregada pelos apóstolos.


Leia o resto deste post »

Eles falam em nome de Deus

Postado em Atualizado em

Muitos enganam as pessoas falando em nome de Deus, mas nada de Deus. Jesus, porém, falava em nome de Deus; tudo que Ele ensinou e viveu provinha do Pai:

“E aquele que me enviou está comigo, não me deixou só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.” (João 8:29)
“Porque eu não tenho falado por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, esse me tem prescrito o que dizer e o que anunciar.” (João 12:49)
“Quem não me ama não guarda as minhas palavras; e a palavra que estais ouvindo não é minha, mas do Pai, que me enviou.” (João 14:24).

Apesar de seu testemunho irrepreensível, muitos murmuravam dele e hoje não é diferente.

Leia o resto deste post »

Profetas sem honra

Postado em Atualizado em

“Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, senão na sua terra, entre os seus parentes e na sua casa.” (Marcos 6:4)

Os profetas enfrentaram problemas com seus patrícios por causa da completa devoção a Deus e o compromisso inadiável com o Senhor. Jesus experimentou desta situação quando retornou a sua cidade (cf. 6:1-3).

A princípio, ao pregar ali, Jesus foi admirado pelos seus conterrâneos, onde eles ficaram maravilhados com a sabedoria de seu ensino, porém, tudo caiu por terra quando perceberam que se tratava de um homem comum – um carpinteiro -, filho de Maria a qual conheciam (cf. 6:2-3). “Ele é o carpinteiro, o que ele está fazendo na sinagoga pregando?” Poderia ser a indagação daqueles nazarenos.


Escandalizaram com Jesus! Por quê?

Leia o resto deste post »