Terra

Magnificância

Postado em Atualizado em

Magnificância – A volta de Cristo

 

Espetáculo maravilhoso foi visto nas Olimpíadas de Pequim! O mundo se voltou quase que completamente a este grandioso evento que de uma forma ou de outra, uniu os continentes e consequentemente seus países. O próprio emblema – de 5 elos – simboliza esta união. Infelizmente sabemos, que nem o esporte consegue acabar com a violência e hostilidade entre vários países que participaram dos jogos. Mas é bom ver que, apesar de tudo, o homem, desejando, pode conviver de forma racional com seus semelhantes; respeitando e cooperando uns com outros para o bem comum.

 

Sexta-feira, 8 de agosto foi um dia de festa na China, quando se realizou a cerimônia de abertura dos jogos olímpicos. Não pude ver o espetáculo ao vivo, mas tive acesso às fotos e alguns dias depois vi a re-apresentação dos melhores momentos na tv. Igualmente, a festa de encerramento, domingo, dia 24, repetiu-se o espetáculo grandioso. Com certeza, quem estava presente no estádio deve ter ficado maravilhado, tamanha a grandiosidade, organização e beleza das cerimônias; além é claro das competições. Isto me fez e me faz lembrar de algo de grandiosidade e beleza inigualáveis:

 

A volta de Cristo e a esperança da vida eterna no céu. Isto é uma realidade, pois Jesus disse:

Leia o resto deste post »

Anúncios

Meditação – Judas 5-7

Postado em Atualizado em

O juízo do grande dia

 

“Quero, pois, lembrar-vos, embora já estejais cientes de tudo uma vez por todas, que o Senhor, tendo libertado um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu, depois, os que não creram; e a anjos, os que não guardaram o seu estado original, mas abandonaram o seu próprio domicílio, ele tem guardado sob trevas, em algemas eternas, para o juízo do grande Dia; como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição.” (Judas 5-7)

 

– Quantas vezes já ouvimos dizer que Deus é amor; é misericordioso; é compassivo e é benigno? E com toda certeza é verdade, mas também precisamos lembrar que o Senhor é justo, não inocenta o culpado, é grande, é temível e é fogo consumidor! Muitos ensinam apenas a primeira parte destes atributos de Deus e esquecem ou não gostam de usar a segunda parte. Porque será?

Dizem que Deus é legal; é bacana; é bonzinho. É preciso acordar para realidade de quem é Deus. O Senhor é mais que paciente, Ele é longânimo, mas o dia do julgamento chegará! Deus é amor, mas Ele não ama a mentira, o engano e a falsidade, Ele abomina. Deus é santo e o pecado não habita em sua presença, consequentemente, Ele não tolera uma vida pecaminosa daquele que professa ser seu filho.

Pela passagem, observamos o que é guardado para aqueles que abusam da paciência de Deus; para aqueles que duvidam do seu poder e glória eterna. Também para aqueles que andam libertinos escondendo suas atitudes vergonhosas e profanas como se tudo ficasse no esquecimento e no mais completo sigilo. Não esqueçamos que Deus é onisciente e onipresente. Só isso é motivo para temer e tremer.

Busquemos adora-lo em santidade de vida, desenvolvendo nossa salvação com temor e tremor (Filipenses 2:12). Ser cristão é mudar de vida; é ser transformado segundo a vontade de Deus; é ser guiado pelo Espírito Santo e não pelos desejos desenfreados da carne. Produzamos, “pois, frutos dignos de arrependimento” (Mateus 3:8).

Meditação – Gênesis 9:16,17

Postado em Atualizado em

O arco estará nas nuvens

 

“O arco estará nas nuvens; vê-lo-ei e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres viventes de toda carne que há sobre a terra. Disse Deus a Noé: Este é o sinal da aliança estabelecida entre mim e toda carne sobre a terra.” (Gênesis 9:16,17)

 

– Nos versos 12 e 13 deste capítulo, confirmamos que Deus não quebra as alianças que faz, mostrando o exemplo a ser seguido; nos versos 14 e 15, Ele diz que seu arco o fará lembrar desta aliança, e agora, mais uma vez o Senhor declara que o aparecimento do arco íris confirma seu acordo com todos os seres vivos.

Parece uma vã repetição, mas Deus trabalha conosco dessa forma. Lembra dos livros de Reis e Crônicas; a lei em Êxodo e Deuteronômio e a ceia do Senhor todo 1° dia da semana? Distraímos facilmente com a correria do dia-a-dia e rapidamente esquecemos das coisas importantes da vida.

Deus quer inculcar em nós sua vontade, seus desígnios, seus mandamentos. Ele quer que saibamos o quanto Ele nos ama e preocupa conosco. Através de alianças como a descrita nesta passagem de Gênesis, Deus quer nos mostrar que independentemente, sigamos ou não e obedeçamos ou não; Ele fará aquilo que lhe agrada.

Obrigado Senhor por suas alianças que permitem que tenhamos vida neste mundo corrompido pelas trevas do pecado; que tenhamos o perdão de nossos pecados através de nossa conversão a ti e que tenhamos a salvação eterna de nossas almas por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. Bendito é Senhor para todo o sempre.

Meditação – Gênesis 9:14,15

Postado em Atualizado em

A lembrança da aliança

 

“Sucederá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e nelas aparecer o arco, então, me lembrarei da minha aliança, firmada entre mim e vós e todos os seres viventes de toda carne; e as águas não mais se tornarão em dilúvio para destruir toda carne.” (Gênesis 9:14,15)

 

– Que maravilha de bênção é derramada sobre nós nestes versos. Só cristãos podem realmente desfrutar daquilo que Deus diz aqui, pois pelo Espírito Santo compreendemos a dimensão desta aliança feita com Noé e todos os seres viventes da terra. Que imenso amor este do Senhor para com a sua criação. É grande o conforto que recebemos através deste acordo.

Nos versos anteriores, confirmamos que Deus não quebra alianças e podemos estar assegurados disso. Agora, Ele confirma que o aparecimento do arco íris entre as nuvens lhe faz lembrar de seu acordo com Noé e todos os seres viventes deste mundo. Que Deus tremendo e amoroso, que mesmo sabendo de todas as nossas transgressões, cumpre com as suas promessas nos dando a oportunidade diária do arrependimento.

Sabemos também que entre as nuvens se cumprirá outra prova do seu grande amor para conosco, quando nosso Senhor Jesus Cristo vier e levar consigo os seus fiéis seguidores. Glórias a Deus por isso.

Meditação – Gênesis 9:11-13

Postado em Atualizado em

O sinal da aliança de Deus

 

“Estabeleço a minha aliança convosco: não será mais destruída toda carne por águas de dilúvio, nem mais haverá dilúvio para destruir a terra. Este é o sinal da minha aliança que faço entre mim e vós e entre todos os seres viventes que estão convosco, para perpétuas gerações: porei nas nuvens o meu arco; será por sinal da aliança entre mim e a terra.” (Gênesis 9:11-13)

 

– Já fez um acordo com alguém e na hora “H” não houve cumprimento? Como seres humanos não estamos isentos de deixar de cumprir nossos compromissos. Mas e uma aliança? Nosso Deus é um Deus de alianças. Ele gosta disso. No princípio o Senhor fez uma aliança com os seres humanos dando-lhes sentenças que deveriam ser cumpridas por cada um dos sexos. Também Ele fez com que homem e mulher fizessem uma aliança entre eles tornando uma só carne. Deus continua suas alianças, agora com seu servo Abraão, prometendo-lhe uma descendência como as estrelas do céu. Mais tarde, o Senhor fez Sua grande aliança com seu povo escolhido dando-lhes uma lei através de seu servo Moisés; e finalmente, Deus fez uma nova aliança, através de seu Filho Jesus com todos os seres humanos, dando-lhes a oportunidade de serem salvos da condenação eterna.

uma s fez com que homem e mulher fizessem uma aliança entre eles tornandoConfirmCjfdhjfdjfjffjConfirmamos pela passagem em questão que Deus cumpre suas promessas. Em nossos dias podemos desfrutar desta aliança feita com todos os seres viventes logo após a destruição dos perversos pelo dilúvio. A vida de seu servo Noé e sua família foram poupadas. O arco íris está aí pra todo mundo ver.

Deus não quebra alianças, pois uma aliança não pode ser quebrada. Hoje observamos a inversão de valores entre homens e mulheres. Hoje observamos também, homens e mulheres quebrando o inquebrável, a aliança matrimonial. Hoje existem religiões totalmente fora da vontade de Deus. Hoje percebemos o desejo humano sobressair ao desejo de Deus. Hoje confirmamos muitos praticando coisas não autorizadas pelo Senhor ou misturando a velha aliança com a nova. E finalmente, hoje presenciamos muitos trazendo o mundo para igreja, quando deveria ser ao contrário. Que sejamos como Deus, que não quebra aquilo que é inquebrável.