Meditação – 2 Pedro 2:7,8

Livrando os justos

 

Ló“e livrou o justo Ló, afligido pelo procedimento libertino daqueles insubordinados (porque este justo, pelo que via e ouvia quando habitava entre eles, atormentava a sua alma justa, cada dia, por causa das obras iníquas daqueles),” (2 Pedro 2:7,8)

 

– A respeito dos antigos é dito: “homens dos quais o mundo não era digno” (Hebreus 11:38a). O autor de Hebreus descreveu em todo capítulo 11, a trajetória daqueles que – apesar de estarem sob a antiga aliança – viveram por convicção e certeza da existência e promessas de Deus; uma fé operante e obediente. Vidas de completa devoção, entrega e amor a Deus. Vidas consagradas, justas e piedosas, que sofreram amargamente por causa de sua fé inigualável.

Ló é um desses personagens reais, que foi atormentado e afligido pela conduta ímpia dos habitantes de sua cidade; carregados de iniqüidade no proceder e no pensar. Numa cidade repleta de libertinagem, Ló “reinava” sozinho com sua conduta santa, e como diz a passagem: justa.

Apesar de todo o sofrimento que Ló passava por causa das atitudes vergonhosas de seus compatriotas, Abraão, seu tio, ainda suplicou por diversas vezes ao Senhor para salvar as cidades (Sodoma e Gomorra), mas sabemos que não aconteceu, pois não havia a justiça de Deus naqueles lugares.

Muitas vezes nos sentimos afligidos e atormentados com as atitudes libertinas ao nosso redor. O mundo está corrompido pelo pecado e quer sim quer não, aqueles que querem viver justa e piedosamente diante de Deus, sofrerão; mas sabemos também que Deus livra os seus filhos – na hora certa – de tais sofrimentos. O Senhor livrou Ló e com certeza livrará a todos que tenham uma comunhão íntima de santidade, pureza e amor com Ele.

 

Anúncios

Meditação – 2 Pedro 2:1-3

Falsos mestres

 

2-pedro-21-3“Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.” (2 Pedro 2:1-3) 

 

– Há muita gente por aí brincando com fogo: “… o nosso Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12:29). Dando ordem a quem não recebe ordens: “Quem és tu, ó homem, para discutires com Deus?!” (Romanos 9:20). Vivendo aquilo que não é: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores” (Mateus 7:15).

 

Eles estão por toda parte! Eles, os falsos mestres. Aqueles que se apresentam como cordeiros, mas na verdade, são lobos que ao menor descuido das ovelhas as devoram pelas suas artimanhas e palavras que encantam e fascinam o coração no qual há corrupção. Os desavisados, os cambaleantes e os desatentos são presas fáceis para tais homens com suas doutrinas cheias de atrativos aos olhos cobiçosos. Tais doutrinas entram sorrateiramente sem que os desatentos percebam. Muitos aceitam e seguem estas heresias, pois agradam ao coração dividido e preguiçoso. E por causa de condutas baseadas nestas heresias, o caminho do Senhor é difamado.

 

Com suas palavras vãs e cheias de bajulação os falsos mestres vão cada vez mais engordando os lucros obtidos através das suas organizações religiosas sustentada por seus próprios seguidores. É um verdadeiro comércio da “fé” com tais seguidores sendo a “fonte” de dispendioso lucro.

 

No nosso tempo, pode demorar, mas o julgamento daqueles que deturpam a palavra de Deus e rejeitam Jesus se fará com toda certeza, pois já está escrito (João 12:48). Acautelai-vos destes que pervertem a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo em favor próprio e em detrimento dos outros.

 

Meditação – Judas 4

Entrando disfarçados

“Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.” (Judas 4)

 

– O Senhor Jesus já tinha prevenido quanto àqueles que entram no meio do povo de Deus disfarçadamente, passando por ministros de Deus: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são Lobos roubadores” (Mateus 7:15). Jesus diz que precisamos tomar cuidado com eles.

Judas também preveniu aos seus leitores de homens assim. Homens que servem, não a Deus, mas as suas próprias convicções e consciências corrompidas. Homens que tapam os olhos para o pecado, aceitando conviver com ele como algo normal. Homens que aceitam e aprovam ensinos e práticas contrárias a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo. Homens que procuram destruir e aniquilar quem se opuser a eles com suas artimanhas e planos astuciosos.

É verdade que no “crivo” de Deus, será impossível para tais indivíduos passarem pela “malha mais fina”, pois todos que presidem ou exercem influência aos cristãos, enfrentarão um rigor muito maior no julgamento (Tiago 3:1). Deus nos livre de homens assim e nos dê um coração como o dEle, para servi-lo e amá-lo mais do que a própria vida.