Planejamento familiar

Familia cristã Caminho para felicidade

Características de um lar planejado por Deus (conf. Ef 5:21-6:4)

1) Um lar planejado existe ALTRUÍSMO
“Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo” (Ef 5:21)

Altruísmo é a inclinação para procurarmos obter o bem para o próximo.

Cada indivíduo deve se preocupar mais com os outros membros da família do que consigo mesmo.

Este princípio é ensinado em todo o Novo Testamento:

Continue lendo

Anúncios

Como os cristãos viviam?

Como os cristãos viviam

Cristãos viviam completamente diferente da vida que levavam antes de conhecer Jesus. Veja em Atos 2:42-47:

1) E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. 2) Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos [por intermédio dos apóstolos]. 3) Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 4) Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. 5) Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. 6) Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.

Particularidades:

1) Os cristãos perseveravam (continuavam, persistiam, conservavam-se firmes e tinham constância) na doutrina dos apóstolos (A fonte dos ensinamentos dos apóstolos era Jesus, a Palavra de Deus [João 1:1]). Perseveravam também na comunhão (uma só fé), no partir do pão (ceia do Senhor) e nas orações (armadura de Deus – Ef 6:18).

Continue lendo

Casamento: uma bênção de Deus

Ministério de casaisO amor que transforma

“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; (1.26) Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou (1.27). E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; (1.28a). Então, formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente (2.7). Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea (2.18). Deu nome o homem a todos os animais domésticos, às aves dos céus e a todos os animais selváticos; para o homem, todavia, não se achava uma auxiliadora que lhe fosse idônea (2.20). Então, o SENHOR Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne (2.21). E a costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe (2.22). E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada (2.23). Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne (2.24).” (Gênesis 1:26a,27,28;2:7,18,20-24)

Continue lendo