Meditação – João 15:7

images (6)

Se permanecerdes em mim

“Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.” (João 15:7)

Interessante este versículo, no contexto da Videira verdadeira. A primeira parte é dividida em dois pontos:

1) João diz que precisamos permanecer em Jesus, pois os ramos sem a videira morrem – Jesus é a vida (João 14:6), sem Ele só há a morte; Continue lendo

Frutos segundo a árvore

Sierra Exif JPEG

Atualmente, muitos fazem inúmeras coisas em nome de Jesus, mas não aquilo que Ele realmente quer. Os frutos vistos não são compatíveis com a árvore; é só comparar com as sagradas escrituras e comprovar a discrepância. Jesus é a videira, mas o que se vê não são uvas, mas espinhos e abrolhos.

“Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?” (Mateus 7.16)


Jesus disse: “Eu sou a videira; vós sois os ramos. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.” (João 15:5)

Se os frutos são diferentes da semente que os originou, ela foi adulterada ou morta, resultando em um fruto falso ou em nada. Para fazer alguma coisa conforme a vontade de Deus é necessário e indispensável estar em Cristo, pois sem Ele nada podemos fazer. O resultado disso serão frutos segundo a árvore originária, frutificando a semente pura do evangelho semeada em nossos corações!

Meditação – João 15:5

Sem mim nada podeis fazer

“Eu sou a videira; vós sois os ramos. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.” (João 15:5)

 

– O fato de fazermos alguma coisa na igreja, não quer dizer que Jesus está operando em nós. Infelizmente muitas coisas que fazemos são na verdade, vontade nossa ou visão nossa. Jesus está realmente presente é quando os ramos dão frutos segundo a árvore. O próprio Senhor disse que não se colhe figos dos abrolhos e nem uvas de espinheiros (Mateus 7:16).

Se damos frutos, mas estes frutos são diferentes da semente que o originou, existe uma discrepância de resultado. Se somos ramos de uma videira, devemos frutificar uvas e não espinhos.

Permanecer em Cristo é frutificar segundo a semente pura que em nós foi plantada, ou seja, o Seu evangelho. Quando não frutificamos, ou frutificamos em desacordo com a semente pura, na verdade ela atrofiou ou foi adulterada; o que resulta em nada ou em um fruto falso.

Permanecer em Cristo é viver como Ele viveu; é falar como Ele falou; é amar como Ele amou. Se não é assim, o que fazemos não passa de nada, pois sem Ele nada podemos fazer.

O que fazemos sem a direção e a presença de Jesus, não passam de frutos que murcharão e morrerão com o tempo. Mas se temos a direção e a presença do Senhor, o que colheremos será para a eternidade.

Frutifiquemos segundo a videira verdadeira.