Um trágico fim

Postado em Atualizado em

Rei Acabe - 7A peleja tornou-se renhida naquele dia; quanto ao rei, seguraram-no de pé no carro defronte dos siros, mas à tarde morreu. O sangue corria da ferida para o fundo do carro. Ao pôr-do-sol, fez-se ouvir um pregão pelo exército, que dizia: Cada um para a sua cidade, e cada um para a sua terra! Morto o rei, levaram-no a Samaria, onde o sepultaram. Quando lavaram o carro junto ao açude de Samaria, os cães lamberam o sangue do rei, segundo a palavra que o SENHOR tinha dito; as prostitutas banharam-se nestas águas.” (1 Reis 22:35-38).

Que trágico e vergonhoso fim teve Acabe. O rei de Israel teve inúmeras oportunidades dadas por Deus para se arrepender, mas irredutível, ele preferiu seguir seu caminho em detrimento da vontade de Deus. Este rei teimoso e desobediente teve oportunidades entre oportunidades para se arrepender, render-se e voltar-se para Deus; todas registradas antes do capítulo 20 de 1° Reis. Por fim, o misericordioso Senhor ainda lhe deu mais três oportunidades para se arrepender conforme 1° Reis 20:1-21; 22-30 e 30-43, não resultando em nada e dessa forma não restando outro destino que não fosse este triste fim.

O rei de Israel fez esgotar a paciência de Deus (1 Reis 21); ele brincou e jogou com a verdade (22:1-23); e por fim, ele rejeitou a verdade (22:24-39). “Quando rejeitamos a verdade, a desgraça é inevitável” citou David Roper em seu estudo “Elias”.
 
O apóstolo Paulo escreveu aos coríntios algo para levarmos em consideração a respeito da irreverência, idolatria e desobediência daqueles que foram libertos da escravidão no Egito: “Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado” (1 Coríntios 10:11). Veja o motivo desta admoestação de Paulo nos versos anteriores: 1 a 10. Por fim o apóstolo inspirado escreveu: “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia” (1 Coríntios 10:12), ou seja, não caia nos mesmos erros dos antigos israelitas.

O orgulho e a autoconfiança de Acabe resultaram em destemor para com Deus e ele caiu. Se não apoiarmos em Deus e acharmos que não precisamos dEle, fatalmente o pecado e a tentação nos derrotarão. Portanto, ouçamos a voz do Senhor, acatando, guardando e obedecendo a sua soberana vontade, pois com Ele podemos vencer (Romanos 8:37).

“Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” (1 Coríntios 10:13).

Palavras para guardar: Ouvir, acatar, guardar e obedecer (a Deus)

Anúncios

Um comentário em “Um trágico fim

    Erinaldo disse:
    5 fevereiro, 2013 às 13:29

    É mais do que justo o que Deus fez na vida desse homem, pois antigamente Deus falava através de seus profetas. Era o próprio Deus exortando-o. E por fim foi desobediente e teve o triste fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s