Desobediência

Recusando a Palavra

Postado em Atualizado em

O rei de Israel, Acabe, brincou, jogou e recusou a verdade de Deus e teve um fim trágico (1 Reis 22:34-38). Ele abusou da longanimidade de Deus recusando dar ouvidos aos profetas do SENHOR; Elias e também Micaías. Brincando e jogando com a verdade, o rei de Israel recusou a Palavra do SENHOR, que é vida, e vida “em abundância” (João 10:10); quem a recusa, recusa ter vida em si mesmo. Infelizmente, as consequências para o rei foram trágicas resultando em um povo que “não têm pastor” e “não têm dono” (1 Reis 22:17).

Leia o resto deste post »

Anúncios

Ausência de sabedoria

Postado em Atualizado em

A ausência de sabedoria é resultante da falta de leitura, reflexão e aplicação das verdades bíblicas em nossas vidas, e podem gerar coisas que desagradam profundamente a Deus. Salomão listou em Provérbios 6:16-19 seis coisas que Deus aborrece e mais uma, a sétima, que Ele abomina.

Leia o resto deste post »

As consequências da desobediência

Postado em Atualizado em

“Depois da morte de Acabe, revoltou-se Moabe contra Israel. E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença.” (2 Reis 1:1,2)
 
Rei Acazias - 1A insistente desobediência a Deus tem as suas conseqüências. O rei Acabe insistiu em não ouvir a voz da verdade e seu fim foi trágico. Acazias seguiu o mau exemplo de seu pai, dando sequência à idolatria em Israel, uma das coisas que Deus mais abomina. Assim ele distanciou ainda mais do Senhor. Com isso, os resultados negativos começaram aparecer em sua vida.

Os moabitas que dantes estavam sob o domínio de Israel, conseguiram recuperar a liberdade (2 Reis 3:4-27). Milhares de israelitas foram mortos e mulheres e crianças acabaram sendo levadas cativas. Além destes incidentes, o atual rei de Israel, ao final de seu curto reinado, sofreu uma queda em seu palácio e ficou gravemente ferido. Ele teve uma grande oportunidade, com este incidente, de voltar-se a Deus arrependido, mas ao consultar Baal-Zebube, um deus pagão de Ecrom, insultou grandemente ao Senhor, aquele que é o Médico dos médicos, o Deus de Israel, o Eterno. Porque consultar um deus pagão, ao invés de consultar ao Deus vivo e verdadeiro? Só há um Deus: o Deus eterno, o Criador de todas as coisas, YHWH.

Não sabemos o que nos acontecerá amanhã, mas Deus nos dá a oportunidade de escolhermos o caminho certo a seguir, independentemente do que possamos enfrentar neste mundo, sejam doenças, problemas ou dificuldades. Mas o importante é sempre seguir e recorrer ao único que pode nos salvar: Jesus Cristo, o Deus Filho; o único caminho que temos para chegar a Deus Pai, o eterno e Criador (João 14:6). Como disse o apóstolo Paulo: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro” (Filipenses 1:21). Que seja assim em nossas vidas.

Meditação – Efésios 2:1-3

Postado em Atualizado em

Ele nos deu vida

 

Efesios-21-3“Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais.” (Efésios 2:1-3)

 

– A vida está em Cristo e fora dele só há morte. O pecado gera morte e como diz Paulo “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23). Antes de Cristo, estávamos como todos aqueles que não o conhecem, vivos na carne, porém, mortos espiritualmente; andávamos sem rumo, sem esperança e sem propósito, perdidos em nossas transgressões contra Deus. Nosso caminho era no “curso deste mundo”; o curso que leva a perdição e a condenação por causa do pecado.

Não nos enganemos “o mundo inteiro jaz no Maligno” (1 João 5:19) e só em Cristo é possível a salvação. Os homens andam segundo suas paixões e desejos desenfreados da carne. São dominados pelo poder do pecado, mas em Cristo encontramos a libertação do domínio da corrupção moral e física, e passamos a ser guiados pelo Espírito Santo, que passa a habitar naqueles obedecem ao chamado do Senhor.

Na carne somos inclinados as coisas do mundo, visíveis e perecíveis, como as delícias e prazeres corrompidos que ele pode oferecer. Pelo Espírito, somos inclinados a buscar as coisas lá do alto, que são invisíveis aos nossos olhos, mas são eternas e nos leva ao perdão e a misericórdia de Deus.

Deixemos a desobediência do pecado, “olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus” (Hebreus 12:2), “que nos livra da ira vindoura” (1 Tessalonicenses 1:10).