Perdedores

Nublado - 2[Micaías] Eis que o SENHOR pôs o espírito mentiroso na boca de todos estes teus profetas e o SENHOR falou o que é mau contra ti. Então, Zedequias, filho de Quenaana, chegou, deu uma bofetada em Micaías e disse: Por onde saiu de mim o Espírito do SENHOR para falar a ti? Disse Micaías: Eis que o verás naquele mesmo dia, quando entrares de câmara em câmara, para te esconderes” (1 Reis 22:23-25).

Geralmente quem perde, “perde” o senso e parte pra briga. Quando alguém perde ou começa perder uma discussão, a tendência é pular para o campo da agressão, seja ela física ou verbal. Quando acaba-se os argumentos ou os argumentos são falhos ou baseados em meras ilusões, o perdedor parte para agressividade.

Em defesa do rei de Israel Acabe, Zedequias, um de seus profetas, perdeu as “estribeiras”. Micaías, o profeta do Senhor, estava profetizando a respeito do que aconteceria a Acabe devido a sua insistente desobediência a Deus (1 Reis 22:17,19-23,25,28); então, Zedequias reagiu em defesa do rei dando-lhe “uma bofetada”.


Falar algo agressivo já machuca e chegar ao ponto de esbofetear alguém, é e sempre será um insulto. Será que um profeta de Deus reagiria desta forma? A reação de Micaías – um verdadeiro profeta de Deus – mostra que não, pois ele não revidou o ato desprezível de Zedequias, mas respondeu com completo domínio de suas ações (“domínio próprio” – Gl 5:23), mais um profecia dada pelo Senhor (v. 25).

A reação de Micaías deve ser a reação dos cristãos – os autênticos e fiéis filhos Deus – ante a opressão, violência e oposição dos homens por causa de sua fé firme e inabalável em Jesus Cristo. Como afirmou o Senhor em suas bem-aventuranças: “Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós” (Mateus 5:11,12).

Portanto, perdedores são aqueles que defendem a mentira cobrindo a verdade para que ela não seja revelada e até usam de força bruta quando preciso. Inúmeros servos de Deus foram injuriados e perseguidos por causa de sua fé no autor e consumador da fé, Jesus Cristo; inclusive, Ele próprio sofreu mais do que ninguém, injúrias, perseguição e morte de cruz, para levar adiante o plano de redenção de Deus Pai. Louvado seja o Senhor por isso.

Palavras para guardar: Bem-aventurado, Regozijar e Exultar

Anúncios

Meditação – 1 Pedro 4:12,13

Regozijando na provação

“Amados, não estranheis a ardente provação que vem sobre vós para vos experimentar, como se coisa estranha vos acontecesse; mas regozijai-vos por serdes participantes das aflições de Cristo; para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e exulteis.” (1 Pedro 4:12,13)

 

– Jesus disse em seu famoso sermão da montanha que uma das bem-aventuranças é ser perseguido por causa da justiça (Mateus 5:11). E mais, Ele também disse que bem-aventurados são aqueles que são injuriados e perseguidos através das maldades causadas pelas mentiras dos oponentes (Mateus 5:12). Inventam mentiras para acusar falsamente os eleitos como fizeram a Jesus.

Paulo, instruindo Timóteo disse que “todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2 Timóteo 3:12). Ora, tudo isso vem confirmar com as palavras do apóstolo Pedro aqui.

Sofrer por causa de nossos erros e falhas não nos levará a lugar nenhum; é um sofrimento vão! Mas se você e eu estamos permanecendo fiéis no firme fundamento da Palavra de Deus, perseverantes, obedientes a Deus, cooperando com Cristo e compartilhando Seu amor e Sua Palavra, o que podemos e devemos esperar é a oposição dos que não creem em Jesus, e consequentemente, “sofrer” por causa disso.

Pedro diz sobre uma “ardente provação”. Isso me faz lembrar de Jó. Teve alguém na terra mais provado do que ele? Em um livro que li sobre ele, o autor diz: “A fidelidade de Jó ao seu Deus não ficou abalada. Ele não servia a Deus pelo que possuía e sabia que tragédias podem acontecer também a quem conhece a Deus. E sua certeza da soberania de Deus deu-lhe serenidade para adorá-lo no dia da perplexidade” (citação retirada do livro “O enigma da graça” em relação à Jó 1:47,48).

Temos certeza da soberania de Deus em nossas vidas?

Meditação – Mateus 5:12

Regozijando e exultando

“Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.” (Mateus 5:12)

– A perseguição é inevitável para aqueles que andam com Cristo. Num mundo de mentiras, engano e idolatria, o cristão permanece puro e fiel.

Algo estrondosamente maravilhoso espera pelo discípulo de Jesus no céu. Algo inimaginável; algo esplendoroso. Alegria intensa e grande contentamento já devem fazer parte integral da vida do cristão. O servo dedicado e zeloso terá a sua recompensa.

Se vamos nos render, rendamos a Cristo e não as perseguições ou a conivência com a injustiça e o pecado.