Perecendo no deserto

Bezerro de ouro - 2

“Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.” (1 Coríntios 10:3-5)

No verso 11 da passagem em coríntios lemos: “Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado”. Que coisas? Os versos anteriores respondem: “não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.” (vers. 6b); “Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se.” (vers. 7); “E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil.” (vers. 8); “Não ponhamos o Senhor à prova, como alguns deles já fizeram” (vers. 9a); “Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador.” (vers. 10). Lembremos que “todos eles comeram de um só manjar espiritual… Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.” (vers. 3,5).

“Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós,” (vers. 6a) para que sejamos perspicazes. David Roper definiu “perspicaz” da seguinte maneira em seu estudo sobre o profeta Elias: “perspicaz significa capaz de compreender os significados, descobrir lições, seguir e viver de acordo com essas lições”. As lições que precisamos buscar são aquelas que Senhor nos apresenta e nos revelou pela Sua soberana e infalível Palavra.

Continue lendo

Anúncios

Erradicando o câncer

“Então, o Anjo do SENHOR disse a Elias: Desce com este, não temas. Levantou-se e desceu com ele ao rei. E disse a este: Assim diz o SENHOR: Por que enviaste mensageiros a consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom? Será, acaso, por não haver Deus em Israel, cuja palavra se consultasse? Portanto, desta cama a que subiste, não descerás, mas, sem falta, morrerás. Assim, pois, morreu, segundo a palavra do SENHOR, que Elias falara …” (2 Reis 1:15-17a)

Israel na época do reinado de Acabe enfrentava um de seus piores momentos na história. A Bíblia descreve este rei da seguinte maneira: “Fez Acabe, …o que era mau perante o SENHOR, mais do que todos os que foram antes dele” (1 Reis 16:30). Ao se unir a pagã Jezabel, filha do rei de Sidom, Etbaal, trouxe a nação israelita um grande problema: a idolatria, a adoração ao deus pagão Baal e Aserá (Poste-ídolo – a contraparte feminina de Baal); algo abominável a Deus.

Continue lendo

Lições contra a idolatria


Rei Acabe - 8

Fez Acabe, filho de Onri, o que era mau perante o SENHOR, mais do que todos os que foram antes dele. Como se fora coisa de somenos andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e o adorou. Levantou um altar a Baal, na casa de Baal que edificara em Samaria. Também Acabe fez um poste-ídolo, de maneira que cometeu mais abominações para irritar ao SENHOR, Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele.” (1 Reis 16:30-33)

Muitas passagens do antigo testamento enfatizam que Deus abomina a idolatria e todas as coisas que estão atreladas a ela (Êxodo 20:4-6; 34:17; Levítico 26:1; Deuteronômio 5:7; 27:15 dentre outras). Os judeus – aqueles que foram chamados para ser o povo de propriedade exclusiva de Deus – deveriam, entre todos os povos existentes da época –, abominar a adoração a deuses falsos que eram vez ou outra introduzidos em Israel.

Continue lendo