Lições contra a idolatria

Postado em Atualizado em

Fez Acabe, filho de Onri, o que era mau perante o SENHOR, mais do que todos os que foram antes dele. Como se fora coisa de somenos andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e o adorou. Levantou um altar a Baal, na casa de Baal que edificara em Samaria. Também Acabe fez um poste-ídolo, de maneira que cometeu mais abominações para irritar ao SENHOR, Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele.” (1 Reis 16:30-33)

Muitas passagens do antigo testamento enfatizam que Deus abomina a idolatria e todas as coisas que estão atreladas a ela (Êxodo 20:4-6; 34:17; Levítico 26:1; Deuteronômio 5:7; 27:15 dentre outras). Os judeus – aqueles que foram chamados para ser o povo de propriedade exclusiva de Deus – deveriam, entre todos os povos existentes da época -, abominar a adoração a deuses falsos que eram vez ou outra introduzidos em Israel.

A adoração a deuses falsos em Israel deu início por meio de Jeroboão, o primeiro rei da nação após a divisão do reino – o reino do norte. E a idolatria não parou por aí; ela foi se alastrando através dos reinados posteriores. A gota d’água aconteceu quando o rei Acabe tomou Jezabel – filha de Etbaal, rei de Sidom – por sua esposa, que desta feita, introduziu a adoração ao deus pagão Baal e sua companheira Aserá (Poste ídolo – 1 Reis 16:30-32).

Não contente em disseminar a adoração a Baal, Jezabel estava determinada a extinguir da nação de Israel a adoração a Iavé (YHWH – o Deus Eterno); e isto com a aprovação de Acabe, rei de Israel. “Fez Acabe, …o que era mau perante o SENHOR, mais do que todos os que foram antes dele” (1 Reis 16:30).

Podemos tirar 5 lições destes acontecimentos:

1ª – Deus abomina a idolatria. Ele é o Criador e Deus único e é digno e merecedor de toda a devoção, reverência, obediência e temor.

2ª – Sendo um povo escolhido para revelar a existência do Criador, os israelitas deveriam saber com toda certeza que não existem outros deuses; mas eles falharam nesta questão.

3ª – O povo de Deus deve abominar qualquer adoração que não seja ao Deus Eterno, o Criador do universo.

4ª – O pecado, e neste caso a idolatria, em muitos casos, entra sorrateiramente através da influência de alguém que não teme verdadeiramente a Deus (Veja o exemplo de Jezabel). Com bajulação e boa argumentação, os tais vão ganhando força e importância, seja na igreja ou na vida dos discípulos (Veja Judas 3-16).

5ª – Assim como o rei Acabe se deixou seduzir por Jezabel, numa união contrária a vontade de Deus, também podemos cair na mesma armadilha se desobedecermos aos desígnios do Senhor (2 Coríntios 6:14-18). A consequência dessa união foi a introdução da adoração a deuses falsos (Baal e Aserá), ou seja, a idolatria.

Não vamos permitir sermos enganados por aqueles que, na verdade, nada tem a ver com Deus e Jesus Cristo. Além disso, vamos fazer calar estes que usam o nome de Deus em vão ou não temem ao Senhor Jesus (Tito 1:10,11). Que possamos abolir de uma vez por todas a idolatria, limpando de nossas vidas tudo que não condiz com Deus e a Sua Palavra (Hebreus 12:1,2).

Hoje, a falsa religião continua a enganar seus fiéis com suas mentiras, permitindo adorarem “imagens de escultura” coisa “abominável ao Senhor” (Deuteronômio 27:15) e a seguir pessoas ao invés do Senhor Jesus Cristo, nosso Deus e Salvador (Filipenses 2:9-11; 1 Timóteo 2:5). Da mesma forma seitas e religiões ditas cristãs, continuam a desprezar os avisos de Deus (2 Coríntios 2:17; 1 Timóteo 6:3-5), seguindo caminhos, que na verdade, darão em “caminhos de morte” (Provérbios 14:12). Não vamos ser iguais àqueles que perecem por falta de entendimento (Isaías 5:13).

“Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará.” (Efésios 5:14).

Anúncios

2 comentários em “Lições contra a idolatria

    Evandir Alves da Silva disse:
    24 março, 2010 às 23:29

    Gostaria de parabenizar a vocês pela página, está muito bonito. DEUS abençoe a todos.

    Henrique Jorge Ferreira disse:
    24 setembro, 2010 às 10:47

    Gostei muito do artigo, pois muitos tem se enganado com os falsos mestres, e tem também servido as falsas doutrinas e idolatrias. Nós cristãos precisamos ter todo o cuidado quanto a isso, pois devemos seguir não a homens e sim a Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s