Julgar pela aparência

aparência

Porque fazemos isso, e quais as implicações?

Introdução:

“Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça.” (João 7:24)

Neste verso, e também no contexto, aparência não deve se limitar a questão física, mas num preconceito arrogante que os lideres tinham em relação a Jesus, sem o qual ficassem livres, jamais poderiam ter o discernimento correto do Messias (João 7:17).

O capítulo 7 começa com Jesus sendo julgado um lunático por seus irmãos e tentando força-los dentro dos seus conceitos de um Messias superstar. Quando ele chegou, em oculto, ouviu que o povo se dividia entre achar que ele era bom ou enganador, baseados em ambas as opiniões.

Continue lendo

Anúncios

Os atalaias no seu tempo

“A ti, ó filho do homem, te constitui por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lhes darás aviso da minha parte.” (Ezequiel 33:7)

O Atalaia era à pessoa que ficava de sentinela numa torre do castelo ou no local mais alto e estratégico das muralhas que cercavam a cidade, para avisar o seu povo a qualquer momento sobre a presença do inimigo. Deus comparou a missão do atalaia com a que os seus profetas exerciam no meio do povo, avisando-os das ameaças que poderiam levá-los à destruição espiritual.

Atalaias do Antigo Testamento:

No Antigo testamento Deus diz que os profetas Jeremias e Ezequiel foram constituídos atalaias entre o povo para anunciar a sua mensagem. E que os judeus seriam levados cativos para a Babilônia como consequência dos seus pecados de idolatria. Entretanto, outros servos do Senhor Deus cumpriram com esse propósito (Parecido como a do atalaia):

Continue lendo