tiago-125

Bem-aventurado no que realizar

“Mas aquele que considera, atentamente, na legi perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar” (Tiago 1:25)

– A lei perfeita que é a Palavra de Deus deve ser examinada com profundidade, pois é por meio dela que nos tornarmos livres; livres de outra lei: a lei do pecado. A lei do pecado escraviza milhares de pessoas, conscientes ou não.

Sabemos que o pecado leva a morte e faz separação entre o homem e Deus (veja Romanos 6:23). A lei da liberdade nos livra da condenação que a lei do pecado traz, mas é preciso fazer algo além de apenas “saber” sobre a lei perfeita: é preciso seguir, é preciso praticar, é preciso produzir; produzir “frutos dignos de arrependimento” (Mateus 3:8). Se não praticamos o que aprendemos, não passamos de teólogos, ou seja, especialistas em religião.

A verdadeira felicidade só chegará quando realizarmos obras de acordo com a vontade de Deus; quando praticarmos os ensinamentos que recebemos e aprendemos do Senhor Jesus.

Se torna vão saber muita coisa se não vamos praticar. Não sejamos descuidados com a lei perfeita, sejamos operosos praticantes.