Santidade

“Sede santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16). O apóstolo citou palavras do próprio Criador registradas em Levítico 20:7. Deus é santo, e a santidade é o que adorna sua morada.

O salmista escreveu:

“Os teus mandamentos permanecem firmes e fiéis; a santidade, SENHOR, é o ornamento perpétuo da tua casa.” (Salmo 93:5 NVI)

Continue lendo

Anúncios

Drogas não!

Jovem torna-te padrão – Drogas: Vale a pena passar por esse pesadelo?

“Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras” (Tito 2:7a)

Uma mensagem direcionada especialmente aos jovens, mas dedicada a todo aquele que se diz seguidor fiel de Cristo Jesus.

A nossa parte: (Perguntas para reflexão)

1 – O que a Bíblia diz sobre as drogas?
2 – Como saberei se as drogas são prejudiciais para mim?
3 – Sendo cristão, será que posso experimentar drogas?
4 – Como são vistas as pessoas que usam drogas?
5 – Como são vistas as pessoas que vendem drogas?
6 – Devo investir meu dinheiro em drogas?
7 – Será que terei apoio se eu decidir usar drogas?

O que diz a palavra:

“Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não reconheceis que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.” (2 Coríntios 13:5)

Continue lendo

A verdade liberta, não aprisiona

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32)

Não confunda liberdade em Cristo, como sendo algo que te libere a fazer tudo que pensar e quiser fazer neste mundo. Cristo nos liberta sim, das concupiscências da carne, das paixões, dos vícios, da idolatria e do engano dos desvios doutrinários; enfim, do pecado que aprisiona; lembrando que pecado (do grego hamartia), é “errar o alvo” ou seja, errar o alvo que Deus tem para as nossas vidas.

Deus é o Criador, ou será que esquecemos? Ele é o oleiro e nós somos os vasos. “Barro” endurecido não se molda. Se o nosso coração está endurecido ou endurecendo, Deus não nos moldará segundo a sua vontade, mas o próprio “barro” moldará o “vaso” a sua própria maneira (Leia Jeremias 18:2-6; Romanos 9:20,21). Sejamos vasos para honra e não para desonra.

Continue lendo

Meditação – Tiago 1:25

Bem-aventurado no que realizar

Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.” (Tiago 1:25)

 

– A lei perfeita que é a Palavra de Deus deve ser examinada com profundidade, pois é por meio dela que nos tornarmos livres; livres de outra lei: a lei do pecado. A lei do pecado escraviza milhares de pessoas, conscientes ou não.

Sabemos que o pecado leva a morte e faz separação entre o homem e Deus (veja Romanos 6:23). A lei da liberdade nos livra da condenação que a lei do pecado traz, mas é preciso fazer algo além de apenas “saber” sobre a lei perfeita: é preciso seguir, é preciso praticar, é preciso produzir; produzir “frutos dignos de arrependimento” (Mateus 3:8). Se não praticamos o que aprendemos, não passamos de teólogos, ou seja, especialistas em religião.

A verdadeira felicidade só chegará quando realizarmos obras de acordo com a vontade de Deus; quando praticarmos os ensinamentos que recebemos e aprendemos do Senhor Jesus.

Se torna vão saber muita coisa se não vamos praticar. Não sejamos descuidados com a lei perfeita, sejamos operosos praticantes.