Propagando o evangelho

Bible

A igreja não pode desviar de sua tarefa principal neste mundo que é anunciar as boas novas, pois perderá seu foco e se encherá de tarefas que ocuparão seu tempo, impedindo de obedecer a ordem imperativa de Cristo Jesus seu Senhor em Mateus 28:18-20.

Como igreja não podemos esquecer que o evangelho “é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” (Romanos 1:16), “como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos 10:14).

Continue lendo

Anúncios

Evangelizando cidades

Evangelizando cidades

1 Em Icônio, Paulo e Barnabé entraram juntos na sinagoga judaica e falaram de tal modo, que veio a crer grande multidão, tanto de judeus como de gregos. 2 Mas os judeus incrédulos incitaram e irritaram os ânimos dos gentios contra os irmãos. 3 Entretanto, demoraram-se ali muito tempo, falando ousadamente no Senhor, o qual confirmava a palavra da sua graça, concedendo que, por mão deles, se fizessem sinais e prodígios.” (Atos 14:1-3)

Paulo e Barnabé não se importavam em saber que o local e lugar que iam não era “conveniente”. Eles entraram numa sinagoga (local tipicamente judaico) pregando com coragem o evangelho. Como sempre, opositores se rebelaram e procuraram colocar empecilhos a pregação do evangelho, mas a ação de judeus incrédulos resultou num efeito contrário (efeito colateral) onde os irmãos permaneceram ainda mais por ali, pregando com mais ousadia e intrepidez a Cristo; palavra confirmada pelos milagres realizados por Deus por intermédio dos discípulos.

Continue lendo