Escrituras

Nobres entre plebeus

Postado em Atualizado em

O evangelista Lucas descreveu que os cristãos habitantes da cidade grega de Beréia eram mais nobres e diz porque: eles “receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim” (Atos 17:11b). Eles eram mais nobres que os de Tessalônica, conforme diz o verso – outra cidade grega – onde cristãos, sem dúvida alguma, enfrentaram com coragem a perseguição, defendendo sua fé com ousadia, pregando fervorosamente a Cristo, onde transformaram a perseguição que sofriam em “combustível” para propagar destemidamente a mensagem de salvação em Jesus; mostrando que ser nobre, era uma característica cristã difundida na igreja primitiva.

Leia o resto deste post »

Anúncios

Ausência de sabedoria

Postado em Atualizado em

A ausência de sabedoria é resultante da falta de leitura, reflexão e aplicação das verdades bíblicas em nossas vidas, e podem gerar coisas que desagradam profundamente a Deus. Salomão listou em Provérbios 6:16-19 seis coisas que Deus aborrece e mais uma, a sétima, que Ele abomina.

Leia o resto deste post »

Cristãos nobres

Postado em Atualizado em

Reflexão 104“Disse, porém, Josafá: Não há aqui ainda algum profeta do SENHOR para o consultarmos?” (1 Reis 22:7)

A reação do rei de Judá, Josafá, ao superficial rei de Israel, Acabe, me fez recordar dos bereanos, tão comentados, mas muito pouco imitados nos dias atuais. Lucas registra o seguinte dos cristãos que habitavam na cidade grega de Beréia situada na região da Macedônia: “Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim.” (Atos 17:11).

Biblicamente falando podemos traduzir “nobres” como aqueles se educam e são abertos ao ensino da Palavra de Deus. Estes de Beréia tinham um desejo intenso de receber as Sagradas Escrituras, para estudar e compreender a verdade, e consequentemente, colocar em prática em suas vidas.

Sejamos, portanto, como os de Beréia que eram nobres, tinham avidez pela palavra de Deus e a examinavam todos os dias para comprovar a veracidade do que lhes era ensinado.

Palavras para guardar: Nobre, Avidez e Examinar.

Teoria da evolução

Postado em Atualizado em

– 

A tal explosão “Big Bang” é uma das teorias da evolução da vida. O nome já diz tudo: “teoria”. Conforme o dicionário Aurélio, é “uma suposição, uma hipótese; um conhecimento especulativo, meramente racional”. Se for uma teoria, então é algo que não se pode provar, mas que se supõe ou que se especula ser a verdade.

 

Deus não é criado porque Ele é o Criador. A Bíblia diz que Ele é eterno. Ela nos relata em Gênesis 1:1 que Deus criou “os céus e a terra”, e em Gênesis 1:26 que Deus criou “o homem à sua imagem, conforme a sua semelhança”, ou seja, Deus criou o homem segundo o seu caráter, e não segundo sua forma física, pois Deus é Espírito e não carne. Em relação à eternidade de Deus e a sua criação é preciso ter fé. Fé não é simplesmente acreditar;  fé conforme o livro de Hebreus é “a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem” (11:1). Por exemplo: a volta de Cristo é algo que se espera – é preciso ter fé! Jesus esteve neste mundo, andou entre os homens, mas isso é um fato que ninguém que está vivo hoje viu – é preciso ter fé! Fé não é apenas dizer: “eu acredito”. Fé é algo que vem de Deus; algo que nos move, nos dá esperança e nos transforma a cada dia. O que você prefere: acreditar numa teoria, que é vaga, que é uma suposição, uma especulação ou ter fé que existe um Ser superior que a tudo criou por seu imenso poder? “Deus é o arquiteto e edificador” (Hebreus 11:10).

 

Em qual dessas afirmações você se apóia: descender de um ser irracional (macaco) que foi evoluindo com o tempo; ou descender de um homem criado a imagem e semelhança de Deus? Deus criou dois seres distintos: o homem e os animais. O primeiro é racional e detém a inteligência para dominar o segundo. “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra” (Gênesis 1:26). Os outros são irracionais e são dominados pelo homem. Quando a Bíblia diz dominar sobre os animais, não está dizendo para ser cruéis com eles, mas para que os animais possam servir as necessidades humanas. “O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel” (Provérbios 12:10). Caçar por esporte, touradas, farra do boi e briga de galos são algumas das crueldades que os homens praticam com os animais. Creio que aqueles que praticam essas e outras coisas não ficarão impunes. “Nenhum agravo sobrevirá ao justo, mas os perversos, o mal os apanhará em cheio” (Provérbios 12:21).

 

A Bíblia não é uma enciclopédia histórica e muito menos um manual de astronomia; a Bíblia é o livro da vida, é onde conhecemos o caráter de Deus e Seu plano para a redenção do homem; é onde podemos encontrar o caminho para a vida eterna. Jesus disse aos líderes judeus: “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim (João 5:39). E por fim a Bíblia não é livro de teorias humanas, mas é a expressão da sabedoria divina. “A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento” (Tiago 3:17).

As teorias tiram a atenção do homem da sua verdadeira descendência. Que os cristãos cada vez mais refutem essa ideia teórica de evolução da vida e defenda a causa de Cristo aqui na terra até a sua volta. Que todos estejamos preparados para maravilhosa e esplendorosa manifestação.