Música, sim ou não?

Postado em Atualizado em

Jovem torna-te padrão – Posso ouvir música como diversão?

“Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras” (Tito 2:7a)

Uma mensagem direcionada especialmente aos jovens, mas dedicada a todo aquele que se diz seguidor fiel de Cristo Jesus.

A nossa parte: (Perguntas para reflexão)

1) O que os cristãos precisam fazer com os seus corações?
2) Quando alguém converte a Cristo precisa abandonar algo?
3) Quais os três propósitos básicos da música na Palavra de Deus?
4) Qual tipo de música os cristãos devem ouvir para o seu prazer?
5) Que princípio devo usar para selecionar o que vou ouvir?

O que diz a Palavra:

“julgai todas as coisas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal.” (1 Tessalonicenses 5:21,22)

Chegando ao entendimento: (Respostas as perguntas de reflexão)

1) O cristão precisa limpar seu coração das paixões e corrupções do mundo. “Abstende-vos de toda forma de mal. Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.” (1 Tessalonicenses 5:22; 1 Coríntios 15:33) – O servo de Cristo não pode permitir que seu coração seja como das pessoas do mundo que se deixam levar pelos seus desejos pecaminosos, antes ele precisa se abster dessas coisas, ou seja, deixar de lado; jogar fora.

2) Precisamos abandonar tudo que nos atrapalha de servir a Deus. “Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta,… E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (Hebreus 12:1 NVI; 2 Coríntios 5:17) – Quando alguém decide pelo batismo precisa estar consciente do custo que irá “pagar” para seguir a Cristo. Quando alguém se torna cristão precisará abandonar muitas coisas que ele gostava de fazer. Mas isto não quer dizer que o cristão não possa ouvir música, mas é preciso excluir as que contenham letras imorais e que falem contra Deus e seus princípios.

3) Os propósitos básicos da música são para a adoração a Deus, para ensinar a outros e para a diversão pessoal. “Louvar-te-ei, SENHOR, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Alegrar-me-ei e exultarei em ti; ao teu nome, ó Altíssimo, eu cantarei louvores” (Salmo 9:1,2). O louvor a Deus, que não deve ser chamado meramente de música, precisa ser oferecido por meio de hinos que fluam de lábios de um coração purificado pelo Senhor. O louvor deve ser feito da maneira que Deus instruiu no Novo Testamento. “Mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais” (Efésios 5:18b,19). Ensinamos e praticamos o que aprendemos na bíblia, ou seja, louvamos a Deus não com instrumentos musicais, mas com salmos, hinos e cânticos espirituais com nosso único instrumento que é nossos lábios, fluindo de corações puros (Hebreus 13:5). “Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças.” (Lucas 15:25). As festas antigas já continham músicas para alegrar o ambiente. O entretenimento faz parte da vida do homem (Eclesiastes 3:12,13). A bíblia não condena a pratica de ouvir música para o nosso prazer, mas é preciso coerência na hora de escolhe-las.

4) Devemos ouvir músicas que agradem nossos ouvidos mas que não atrapalhem nossa comunhão com Deus. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (1 Coríntios 6:12). O tipo de música dependerá do gosto pessoal de cada um, e a faixa etária que estivermos. De forma geral, as crianças gostam de cânticos infantis; os jovens gostam de musicas mais agitadas; os adultos de música popular e os mais idosos de música clássica. O que importa é se elas são decentes e não causam impacto negativo no nosso testemunho. Pensamento: você é cristão, que deve buscar, falar e viver pela verdade, que é a palavra de Deus, ouvindo músicas que só falam mentiras ou incentivam a mentira; com certeza, isto será uma incoerência total!

5) Selecione o que você ouvirá pelo princípio bíblico: analise, julgue e condene o mal, prevalecendo assim o que é bom. “Julgai todas as coisas, retende o que é bom” (1 Tessalonicenses 5:21). Use quatro princípios que ajudará na escolha do que ouvir. 1º) Examine a letra da música, para ver se existe algo contra Deus e seus ensinamentos. 2º) Veja o caráter do cantor(a)? Como é o seu procedimento? 3º) Qual a sua personalidade? Como ele é, o que ele gosta e o que ele diz? 4º) Veja se o gênero musical condiz com que você é agora – uma nova criatura (2 Coríntios 5:17). Com certeza existem alguns gêneros musicais que não combinam com nossa nova identidade em Cristo Jesus.

Aplicação:

1) Limpe seu coração para chegar na presença de Deus. “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vocês que tem a mente dividida, limpai o coração.” (Tiago 4:8)

2) Jogue fora da sua vida o que não tem valor para Deus. “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo” (Filipenses 3:7,8)

3) Saiba usar o conhecimento que você tem aprendido sobre a vontade Deus. “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2 Timóteo 3:14-17)

4) Ouça músicas que trarão momentos de descontração e tranquilidade. “E sucedia que, quando o espírito maligno, da parte de Deus, vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa e a dedilhava; então, Saul sentia alívio e se achava melhor, e o espírito maligno se retirava dele.” (1 Samuel 16:23)

5) Permaneça na santidade e pureza que Deus exige. “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12:14)

Leitura de encorajamento:

“Em todas estas coisas (vers. 31-36), porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 8:37-39)

Anúncios

2 comentários em “Música, sim ou não?

    marilia santos disse:
    15 novembro, 2013 às 10:21

    Nossa muito obrigado pelo seu post foi muito bom poder saber melhor o que ouvir e o que deixar de ouvir, estou vendo esse site pela primeira vez e confesso que já amei ele!

      Elcio Marcio respondido:
      29 novembro, 2013 às 10:07

      Agradecemos pelo carinho Marilia. Ficamos felizes em saber que o artigo lhe foi favorável. Nosso propósito neste site é auxiliar e cooperar com aqueles que querem conhecer e compreender a soberana vontade de Deus (vontade essa, tão mal interpretada e utilizada nos dias atuais). Não somos donos da verdade, mas buscamos sempre a verdade! Deus te abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s