Procurando o Médico

Procurando - 1“Depois da morte de Acabe, revoltou-se Moabe contra Israel. E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença.” (2 Reis 1:1,2)

O rei Acazias tinha um médico em Israel, o Médico dos médicos, o SENHOR dos senhores; mas preferiu consultar um médico qualquer, um que não poderia curar fisicamente e nem espiritualmente, aquele que é o “senhor das moscas” – Baal-Zebube (ver nota abaixo). Não obtendo resposta e consequentemente a melhora de sua enfermidade, ele insistiu no erro, buscando informações donde não poderia obtê-las também.

A insistência de Acazias em permanecer no erro assemelha-se na atualidade aos que buscam pelas “curas” nos falsos cristos e falsos profetas, que ao operar seus prodígios e sinais, enganam a muitos e podem, até mesmo, enganar aqueles que são fiéis a Cristo (Mateus 24:24). “Porventura, não há Deus em Israel, para irdes consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom?” (2 Reis 1:3b).

A cegueira de Acazias estava em sua teimosia em querer ser curado por um falso médico. Porque alguém procuraria um falso médico? No caso de Acazias é porque ele queria ser “curado” somente naquilo que ele queria, pois se procurasse o verdadeiro médico, o Médico dos médicos, ele seria curado não só da enfermidade física, mas principalmente das espirituais; e isso são poucos que querem. Só procura médico aquele que se considera doente. Só procura Jesus, quem se considera um pecador.

Nota: Para ver as explicações sobre o deus de Ecrom, Baal-Zebube, clique aqui.

Anúncios

Recorra ao Médico dos médicos

Enxame - 1“Depois da morte de Acabe, revoltou-se Moabe contra Israel. E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença.” (2 Reis 1:1,2)

Baal-Zebube referia-se a um deus que tinha a habilidade de irritar e infestar – ou (tão importante quanto) a habilidade de tirar a irritação. Na época do Novo Testamento, Baal-Zebube havia alcançado destaque entre os povos supersticiosos.” (Ver nota 1)

Não é sem fundamento que “Baal-Zebube” signifique “senhor das moscas” (ver vota 2), pois se uma mosca irrita, quanto mais um enxame? E se um enxame de moscas é irritante e infesta um local, quanto mais o seu “senhor”?

Alguém fica doente e ao invés de procurar um médico, consulta um que tem a habilidade de irritar e infestar. Você consultaria com alguém assim? Acazias, rei de Israel, filho do rei Acabe, pertencente ao povo de Deus, consultou! Ao invés de consultar o Médico dos médicos, o Deus todo poderoso, o SENHOR dos senhores; preferiu recorrer ao “senhor das moscas”. É difícil de acreditar, mas é verdade. Seria cômico se não fosse trágico! Mas na verdade não deixa de ser cômico. Quantos estão, ao longo dos anos, consultando com “senhores das moscas” e outros “senhores”, ao invés de recorrerem ao SENHOR dos senhores; o Médico dos médicos, o Deus Todo poderoso?

Notas:
 
1 – Citação retirada do estudo “Elias”, escrito por David Roper, uma publicação de “Verdade para hoje” (Truth of Today).
2 – Para ver as explicações sobre o deus de Ecrom, Baal-Zebube, clique aqui.

Consultando o Médico

Reflexão 117“Depois da morte de Acabe, revoltou-se Moabe contra Israel. E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença.” (2 Reis 1:1,2)

Baal-Zebube significava literalmente “senhor das moscas” (Ver nota 1). “Baal era adorado como o deus da natureza. Baal-Zebube era uma manifestação local que, segundo a crença, controlava as moscas” (Ver nota 2). O rei de Israel, Acazias, deixou de consultar a Deus, o SENHOR e Criador, para consultar um deus pagão, o “senhor das moscas”.

A quem você consultaria estando doente: um médico, a Deus ou ao um “senhor das moscas”? Sendo cristãos, com certeza consultaríamos a um médico e pediríamos a Deus para abençoar; mas dependendo da gravidade – como em muitos casos pelo mundo -, só o poder de Deus, segundo a Sua soberana vontade. Porém, temos que lembrar que para Deus o mais importante é a nossa alma, pois o corpo – nosso tabernáculo terrestre (2 Pedro 1:13,14) – é pó e voltará para ele quando morrermos, fisicamente falando. Mesmo que Deus cure o doente, abençoando um médico com o tratamento ou por sua intervenção direta pelo Seu eterno poder, de qualquer forma, um dia a morte física chegará. Mas, aqueles que morrerem em Cristo, aguardarão a Sua suprema volta, onde ressuscitarão, e assim receberão a habitação celestial, ou seja, um corpo incorruptível (1 Coríntios 15:42-44; 2 Coríntios 5:2), e viverão para sempre na presença do SENHOR.

Portanto, não nos deixemos enganar pelas coisas que vemos ou ouvimos; pelas coisas fáceis e óbvias que trazem solução rápida pra tudo. Consultemos e busquemos a Deus em todas as coisas, principalmente nas espirituais. E esperemos pela sua ação, pois “sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28).


Notas:
 
1 – Para ver as explicações sobre o deus de Ecrom, Baal-Zebube, clique aqui.
2 – Citação retirada do estudo “Elias”, escrito por David Roper, uma publicação de “Verdade para hoje” (Truth of Today).

As consequências da desobediência

“Depois da morte de Acabe, revoltou-se Moabe contra Israel. E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença.” (2 Reis 1:1,2)
 
Rei Acazias - 1A insistente desobediência a Deus tem as suas conseqüências. O rei Acabe insistiu em não ouvir a voz da verdade e seu fim foi trágico. Acazias seguiu o mau exemplo de seu pai, dando sequência à idolatria em Israel, uma das coisas que Deus mais abomina. Assim ele distanciou ainda mais do Senhor. Com isso, os resultados negativos começaram aparecer em sua vida.

Os moabitas que dantes estavam sob o domínio de Israel, conseguiram recuperar a liberdade (2 Reis 3:4-27). Milhares de israelitas foram mortos e mulheres e crianças acabaram sendo levadas cativas. Além destes incidentes, o atual rei de Israel, ao final de seu curto reinado, sofreu uma queda em seu palácio e ficou gravemente ferido. Ele teve uma grande oportunidade, com este incidente, de voltar-se a Deus arrependido, mas ao consultar Baal-Zebube, um deus pagão de Ecrom, insultou grandemente ao Senhor, aquele que é o Médico dos médicos, o Deus de Israel, o Eterno. Porque consultar um deus pagão, ao invés de consultar ao Deus vivo e verdadeiro? Só há um Deus: o Deus eterno, o Criador de todas as coisas, YHWH.

Não sabemos o que nos acontecerá amanhã, mas Deus nos dá a oportunidade de escolhermos o caminho certo a seguir, independentemente do que possamos enfrentar neste mundo, sejam doenças, problemas ou dificuldades. Mas o importante é sempre seguir e recorrer ao único que pode nos salvar: Jesus Cristo, o Deus Filho; o único caminho que temos para chegar a Deus Pai, o eterno e Criador (João 14:6). Como disse o apóstolo Paulo: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro” (Filipenses 1:21). Que seja assim em nossas vidas.