Intercessão poderosa

Intercessão II

Reflexão:

  1. Como é possível obter a vida eterna? 
  2. Qual é a forma de conseguir ser ouvido por Deus?
  3. Como obtemos nossos pedidos feitos a Deus?
  4. Se você vê um irmão pecar, o que você faz?
  5. Há solução para o pecado? Qual pecado que a Bíblia diz para não rogar?
  6. Por qual pecado devemos rogar?
  7. O cristão vive em pecado? O inimigo pode lhe tocar?

Continue lendo

A armadura de Deus

Armadura - 1

Questões para reflexão

Deus nos chamou com um propósito: o de batalharmos “diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos” (Judas 3). Ele nos chamou para uma batalha. É uma luta espiritual contra os poderes celestiais das trevas (Efésios 6:11,12).

Deus sabendo disto, não nos deixou desprovidos de armamento para lutarmos contra essas forças do mal. Ele preparou nossas armas para enfrentarmos este desafio e seguirmos fielmente para vitória final ao lado de nosso Senhor Jesus Cristo. O Conjunto destas poderosas armas se chama “a Armadura de Deus”.

Precisamos revestir-nos dessa armadura se quisermos ser vitoriosos. A nossa luta não é contra os nossos semelhantes, mas contra os poderes celestiais das trevas, que pode pela astúcia de Satanás, nos afastar de Deus e nos destruir (Efésios 6:11,12). Mas se ficarmos ao lado do Senhor e buscarmos a cada dia o senhorio de Cristo em nossas vidas, não há poder que possa nos vencer (Romanos 8:35-39).

Continue lendo

Meditação – Efésios 4:26

Irai-vos e não pequeis

“Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo.” (Efésios 4:26,27)

– É possível que em determinados momentos nos iremos. A ira nem sempre é pecado. Em várias ocasiões, Deus se irou com as atitudes rebeldes e idólatras de seu povo na antiga aliança. O próprio Jesus irou-se com a transformação do pátio exterior do templo de adoração em um mercado de ambulantes. A ira de Deus cairá sobre aqueles que não lhe obedecem.

Este versículo nos alerta a quando irarmos em determinada situação, ela não nos faça pecar. Como vimos nos exemplos acima, a ira em certas ocasiões e lugares é adequada. Que iremos contra o pecado, não contra o pecador. Que iremos contra as atitudes que destroem as pessoas física e espiritualmente. Quando estivermos irados, não pequemos, mas que possamos resolver a situação a luz das escrituras e o quanto antes possível, antes que “se ponha o sol”.

Devemos tomar cuidado com a ira, pois ela diminui a resistência espiritual e nos tornamos alvos fáceis para o inimigo. Quando sentirmos que estamos chegando a este ponto, precisamos-nos “retirar” para um local tranquilo, esfriar a cabeça e orar a Deus, não dando “lugar ao diabo”.