Cuidado com as amizades

Postado em Atualizado em

Josafá, rei de Judá, e Acabe, rei de Israel, eram amigos, inclusive eles tinham uma ligação muito forte com a união matrimonial de seu filhos, Jeroão e Atalia (2 Reis 8:18,27).

Sabemos que Josafá era um bom rei, diferentemente de Acabe que era um mau rei. A amizade entre os dois até então não tinha problemas, porém, Josafá ao aceitar o convite de Acabe para participar com ele na batalha contra os Sírios para retomar a cidade de Ramote-Gileade, cometeu um erro, pois preferiu agradar ao amigo do que agradar a Deus (1 Reis 22:4).

O SENHOR era contra a batalha, mas Acabe insistiu em seu intento, tendo como amparo as previsões positivas de seus próprios profetas – 400 homens – enquanto que Micaías, profeta de Deus também chamado por Acabe para profetizar – contra a sua vontade, mas por desejo de Josafá em querer ouvir um profeta do SENHOR, – proferiu palavras contrarias aos 400 profetas, além de prevenir o rei de Israel que não prosseguisse com seu plano, caso contrário perderia a vida.

O apóstolo Paulo alertou: “o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23). “Pecar” é sair do alvo [ou “errar o alvo”]; o alvo que Deus tem para as nossas vidas. Por isso, não podemos errar o alvo, ultrapassa-lo (transgredi-lo) ou ignora-lo, caso contrário, encontraremos a morte, pois a vida [e a salvação], só encontramos em Deus, e consequentemente, em Seu Filho, nosso SENHOR Jesus Cristo.

Os dois reis ouviram os 400 profetas de Acabe e ao profeta do SENHOR, Micaías, porém Josafá optou em agradar primeiramente seu amigo Acabe, contrariando a vontade de Deus, participando junto ao rei de Israel no combate, resultando quase em sua morte, porém, encontrando a mercê do SENHOR por causa de seu bom coração (1 Reis 22:32,33).

Não vamos cometer o erro de Josafá, nos colocando em risco, que preferiu agradar seu amigo apoiando-o em algo que era bom. Em primeiro lugar devemos ser amigos de Deus e agradá-lo em todas as coisas; depois podemos agradar aos nossos amigos, mas que este “agrado” não seja algo contrário a vontade de Deus, nos desviando do caminho reto. Em suma, agrademos aos amigos, agradando primeiramente a Deus.

“Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte” (Provérbios 14:12)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s