Comunhão

Hospitaleiros por profissão

Postado em Atualizado em

Jesus disse que se amamos a quem nos ama e só tratamos bem aqueles que nos tratam bem não fazemos nada demais, pois os incrédulos e pagãos os fazem naturalmente (Mateus 5:46,47).

“… sendo hospitaleiros uns para com os outros, sem murmuração” (1 Pedro 4:9)

Leia o resto deste post »

Anúncios

Conduta santa

Postado em Atualizado em

Como tem sido a conduta no cotidiano de nossas vidas, especialmente fora da comunhão agradável e sadia com nossos irmãos em Cristo?

Muitos pensam erroneamente, que o prédio – o templo – é a igreja, e nele a conduta é ordenada por boas atitudes, carinho, amabilidade, reverência e temor a Deus. Porém, a igreja é o corpo de Cristo, formado por cada um dos filhos de Deus – conforme Pedro, os justos. Portanto, a nossa conduta deve ser exemplar e recheada de virtudes segundo o Espírito de Deus: “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gálatas 5:22,23); não só no “templo” (local de reuniões) – quando toda a igreja está reunida para adorar a Deus – , mas em toda e qualquer circunstância.

Leia o resto deste post »

Comunhão com descrentes

Postado em Atualizado em

Jovem torna-te padrão – Posso ter comunhão com descrentes?

“Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras” (Tito 2:7a)

→ Uma mensagem direcionada especialmente aos jovens, mas dedicada a todo aquele que se diz seguidor fiel de Cristo Jesus.

A nossa parte: (Perguntas para reflexão)

1 – O que quer dizer santificação?
2 – Porque Deus quer um povo santo?
3 – É possível permanecer na presença de Deus estando nós em pecado?
4 – Quem são os santos de Deus hoje?
5  A Santificação é essencial para ter comunhão com Deus?
6 – Que faremos para aproveitar desta amizade com Deus?
7 – Como Deus quer que vivamos nesse mundo?

O que diz a palavra:

14 Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? 15 Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? 16 Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. 17 Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, 18 serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso. 1 Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus. (2 Coríntios 6:14-7:1)

Leia o resto deste post »

Como os cristãos viviam?

Postado em Atualizado em

Cristãos viviam completamente diferente da vida que levavam antes de conhecer Jesus. Veja em Atos 2:42-47:

1) E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. 2) Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos [por intermédio dos apóstolos]. 3) Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 4) Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. 5) Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. 6) Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.

Particularidades:

1) Os cristãos perseveravam (continuavam, persistiam, conservavam-se firmes e tinham constância) na doutrina dos apóstolos (A fonte dos ensinamentos dos apóstolos era Jesus, a Palavra de Deus [João 1:1]). Perseveravam também na comunhão (uma só fé), no partir do pão (ceia do Senhor) e nas orações (armadura de Deus – Ef 6:18).

Leia o resto deste post »

Esperança

Postado em Atualizado em

“Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado” (Romanos 5:5)

Algumas lições onde a esperança se inclui:

1 – Na pratica do bem para com os outros: “No zelo, não sejais remissos; sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor; regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes; compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade; abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis” (Romanos 12:11-14).

– Através da esperança nos colocamos a inteira disposição de Deus para servi-lo com dedicação, zelo e temor. Nosso louvor e adoração não fluem de mecanismos externos e mecânicos, mas de corações rendidos ao Senhor e de “sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome” (Hebreus 13:15).  Sabemos pelas escrituras que algo muito melhor está por vir, e isto nos alegra sobremaneira. Neste mundo ainda passaremos por diversas provas, mas precisamos suportar as dificuldades confiando que Deus está conosco, nos livrando e protegendo. Nossa comunhão com Deus deve ser constante, e diariamente devemos falar com Ele, em toda e qualquer circunstância. Não fecharemos os nossos olhos ante as dificuldades dos irmãos, mas agiremos sempre como uma verdadeira família, onde ajudamos uns aos outros em todos os sentidos. Receber os irmãos em casa se torna um hábito saudável e não uma obrigação corriqueira. E por fim, assim como o Senhor, temos um coração bondoso, querendo o bem aos outros, mesmo aqueles que nos prejudicam.

Leia o resto deste post »