Doutrina

Cristãos

Postado em Atualizado em

Cristãos IIaOs cristãos do primeiro século entenderam o chamado de Deus ao entregar suas vidas a Cristo. Eles defenderam sua fé com coragem, ousadia e intrepidez.

Proclamavam Cristo com suas vidas e com a mensagem poderosa do evangelho – poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Romanos 1:16). O evangelho era proclamado e vivido e não apenas lido, e eles estavam certos.

Esses irmãos consideravam tudo em comum, vendiam bens e propriedades para ajudar uns aos outros; se preocupavam com o bem estar mútuo; não apenas diziam: “Deus te abençoe”, mas agiam para que Deus pudesse abençoar e ser bênção na vida dos outros; não ficavam na teoria, mas praticavam a palavra de Deus. Eles amavam de fato uns aos outros como Jesus os amou e ensinou. De fato, aprenderam!

Leia o resto deste post »

Anúncios

Características da igreja

Postado em Atualizado em

Em sete pontos – um número perfeito em Apocalipse – as características básicas da igreja do Senhor Jesus Cristo (candeeiro de ouro conforme Apocalipse 1:12,13,20).

Obviamente, existem outras características que definem a igreja a qual Jesus é o Cabeça, Senhor e Salvador, mas limitamos nestas sete para enfatizar as questões que mais fogem do modelo original descrito no Novo Testamento nos dias atuais.

1) A igreja é um organismo, não uma organização: “Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo.” (1 Coríntios 12:27)

– A igreja é um organismo vivo (corpo formado por pessoas redimidas), e não uma organização humana, ou seja, uma empresa, entidade, corporação, instituição, etc. A igreja é o corpo de Cristo.

Leia o resto deste post »

Agradar a Cristo ou a homens?

Postado em Atualizado em

“Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1:10)

Paulo disse claramente que quem quer agradar aos homens não é servo de Cristo. Para ser servo de Cristo é necessário agradá-lo, e agradando-o consequentemente desagradará aos homens e suas doutrinas.

Jesus disse: “Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?” (Lucas 6:46)

Leia o resto deste post »

Coceirinha no ouvido

Postado em Atualizado em

Ouvido - 1“Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se a fábulas” (2 Timóteo 4:3,4).

Coceirinha no ouvido! Incomoda, não?! Ela incomoda tanto que às vezes queremos “coçar” com algo pontiagudo que com certeza pode ferir a delicadeza de nossos ouvidos. É a mesma coisa quando recusamos ouvir a verdade dando lugar às “fábulas” que coçam nossos ouvidos, mas podem nos destruir (Conf. 2 Timóteo 4:4b). A verdade faz “coçar” os ouvidos; ela incomoda quando sabemos que estamos errados e ela nos repreende, ou seja, mostra-nos onde erramos.

É o natural do ser humano não gostar de ser repreendido. “Eu errei, mas você também erra.” “Eu pequei, mas você também peca.” Ao invés de reconhecer e aceitar a repreensão, queremos logo transferir a nossa culpa para o outro também. Mas, quando alguém “coça” os nossos ouvidos dizendo que está tudo bem e que Deus é misericordioso e podemos ficar tranqüilos, não havendo a necessidade de arrependimento, esquecemos que Ele também é justo, não inocenta o culpado e espera o arrependimento de todos (Naum 1:3; 2 Pedro 3:9).

É necessário, portanto, rejeitar os “coçadores” de ouvidos e deixar a Palavra da verdade nos moldar e transformar em uma nova pessoa, mesmo que soframos com isso. Precisamos lembrar que a transformação e a mudança causam dor, mas é uma dor que resultará em prazer e alegria lá na frente. “Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? Mas, se estais sem correção, de que todos se têm tornado participantes, logo, sois bastardos e não filhos” (Hebreus 12:5b-8).

Para uma melhor compreensão da disciplina do Senhor, leia todo o capítulo 12 de Hebreus.

Palavras para guardar: Transformação e Mudança