Ame seu cônjuge

Casal unido I

Quando alguém casado procura uma relação extraconjugal, é porque perdeu o respeito pelo cônjuge, também o juízo, e ainda a sensatez; está fora de si, esqueceu quem é, e a quem deveria dar o seu amor e a sua vida.

Na verdade está se entregando ao estranho, ao intruso, e ao destruidor de vidas e lares; por mais “boa” pessoa que pareça ser. Por favor, não faça isso, pois a dor é sem igual para o cônjuge que sofre as consequências.

NÃO DESTRUA SUA FAMÍLIA POR UMA AVENTURA COM UM(A) QUALQUER!

Continue lendo

Anúncios

Santidade no matrimônio

Três pontos importantes a serem levados em consideração e colocados em pratica pelos cônjuges em relação a santidade no matrimônio:

1) Leito imaculado: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.” (Hb 13:4)

2) Integridade: Irmãos, não sejais meninos no juízo; na malícia, sim, sede crianças; quanto ao juízo, sede homens amadurecidos.” (1 Co 14:20)

3) Pureza: “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.” (Mt 18:3)

Continue lendo

Adultério: o caminho para destruição!

“O que adultera com uma mulher está fora de si; só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa.” (Provérbios 6:32)

A palavra de Deus nos mostra que o pecado de adultério é um passo certo para a condenação. Na lista dos injustos, no parecer de Deus, os adúlteros também não habitarão no reino dEle.

“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10)

Continue lendo

Foi Deus quem uniu

“Portanto, o que Deus uniu não separe o homem.” (Mc 10.9)

Muitos preferem estar sob a “permissão” – o deixar e o tolerar – de Deus, do que sob a vontade do Criador. Deus é o SENHOR do matrimônio, porque Ele é o Criador da Família (Gn 2.24). Casamento não é uma instituição humana, é uma instituição divina, por isso Jesus afirmou “o que Deus uniu não separe o homem”.

O fato de Deus “permitir, deixar ou tolerar” muitas coisas acontecerem, não quer dizer que é a vontade dele. Ele pode permitir muitas coisas nesta vida, mas não porque Ele quer, mas por causa da nossa própria insistência, vontade e egoísmo. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (1 Co 6.12).

Continue lendo

Amando vossa esposa

“Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com amargura.” (Colossenses 3:19)

– Amar aqui vem do grego ‘agapao’, forma imperativa de ‘agape’. Este é o amor de Deus aos homens, e em consequência, dos homens a Deus, aos outros e aos seus inimigos. Recebemos este amor quando nos entregamos a Deus em obediência ao batismo – o fruto do Espírito (Gálatas 5:22). O amor aqui é uma ação que se faz em benefício do outro; uma atitude sacrificial. Ex.: Jesus nos amou e deu a sua vida por nós, porém, não merecíamos o que Ele fez, mas Seu amor o fez agir em nosso favor. Assim como a graça é um dom imerecido, o amor ‘agape’ é uma dádiva que Deus nos oferece sem merecermos. Quando entendemos o amor de Deus, passamos a amar como Ele amou. Jesus disse: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros” (João 13:34).

Continue lendo