Intercessão poderosa

Intercessão II

Reflexão:

  1. Como é possível obter a vida eterna? 
  2. Qual é a forma de conseguir ser ouvido por Deus?
  3. Como obtemos nossos pedidos feitos a Deus?
  4. Se você vê um irmão pecar, o que você faz?
  5. Há solução para o pecado? Qual pecado que a Bíblia diz para não rogar?
  6. Por qual pecado devemos rogar?
  7. O cristão vive em pecado? O inimigo pode lhe tocar?

Continue lendo

Anúncios

Arrependimento para vida

No início da era cristã, a pregação se resumia em arrependimento para perdão de pecados e a salvação em Cristo Jesus. Os pecadores após ouvirem a mensagem, criam nela, arrependiam e confessavam seus pecados; confessavam também que Jesus era seu o único Senhor e Salvador, e por fim eram batizados para remissão de pecados e para receberem o dom do Espírito Santo. “Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.” (Romanos 6.4).

Continue lendo

O que Deus espera

Mão - 1

“Eu vo-lo afirmo; se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis.” (Lucas 13:3)

Jesus veio ao mundo pela presciência de Deus, não para destruir, mas para salvar os homens. “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10:10). Na verdade, todos mereciam a morte por causa da transgressão da vontade de Deus, mas Jesus morreu por cada um de nós e desta forma termos a oportunidade de alcançar a salvação por intermédio dEle.

Porém, é preciso uma decisão muito importante a ser tomada para receber a dádiva da salvação em Cristo; Ele afirmou a necessidade do arrependimento, sendo que do contrário o pecado ainda imperará e a morte espiritual será inevitável, porque “o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23).

Continue lendo

Morte: quem não a teme?

“… o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23)

Rm 6.23 
Morte: quem não a teme? Quem está preparado para enfrentá-la? Se saíssemos pelas ruas perguntando quem quer morrer, quantos responderiam que sim? Não é difícil dizer, pois creio que a imensa maioria – se não todos – responderiam que não querem morrer.
 
O apóstolo Paulo passou por momentos extremamente difíceis em seu ministério enfrentando todo tipo de tribulação tais como prisões, açoites, perigos de morte, apedrejamentos, naufrágios, perigos diversos, inclusive entre falsos irmãos, fome e sede, frio e nudez (2 Coríntios 11:23-27). Ele preferiu em dado momento deixar este mundo e estar com o Senhor Jesus, mas o apóstolo tinha ainda que exercer o trabalho pelo qual foi chamado por Cristo; ele disse: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro. Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher. Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne” (Filipenses 1:21-24). “Além das coisas exteriores, há o que pesa sobre mim diariamente, a preocupação com todas as igrejas” (2 Coríntios 11:28)
 
Por causa de seu ministério e amor pela causa de Cristo neste mundo que é “buscar e salvar o perdido” (Lucas 19:10) ele viu a necessidade de “permanecer na carne”. Pelo que conhecemos da vida de Paulo, ele estava preparado para morrer, pois para ele “o viver” era “Cristo, e o morrer… lucro”, pois tinha a certeza e a convicção que com a sua morte física viria a glória de estar com Cristo eternamente (Hebreus 11:1). E nós, estamos preparados para morrer?
 
O que sabemos pelas sagradas escrituras é que o salário do pecado é a morte e não há como fugir disso por mais que façamos. Porém, há uma oportunidade dada por Deus de nos livrarmos dessa terrível realidade: a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” que é o dom gratuito de Deus para aqueles que se arrependem de seus pecados e voltam a Deus para segui-lo e obedecê-lo na pessoa de Seu Filho, o único e soberano Senhor Jesus. “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4:12).