Batismo

Os sete de Deus

Postado em Atualizado em

Unidade – A unidade nos sete de Deus

Texto base – Efésios 4:4-6

“há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da vossa vocação; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos.”


Introdução – Efésios 4:1-3

“Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz”


Leia o resto deste post »

Anúncios

Arrependimento para vida

Postado em Atualizado em

No início da era cristã, a pregação se resumia em arrependimento para perdão de pecados e a salvação em Cristo Jesus. Os pecadores após ouvirem a mensagem, criam nela, arrependiam e confessavam seus pecados; confessavam também que Jesus era seu o único Senhor e Salvador, e por fim eram batizados para remissão de pecados e para receberem o dom do Espírito Santo. “Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.” (Romanos 6.4).

Leia o resto deste post »

Sendo de Deus e se livrando do jaz

Postado em Atualizado em

João disse que “somos de Deus e… o mundo inteiro jaz no maligno” (1 João 5:19). Duas questões nesta afirmação do apóstolo: 1) Como saber se somos de Deus; e 2) O que jaz no maligno?

Leia o resto deste post »

O evangelho: derrubando sofismas

Postado em Atualizado em

Atos 85 Filipe, descendo à cidade de Samaria, anunciava-lhes a Cristo. 6 As multidões atendiam, unânimes, às coisas que Filipe dizia, ouvindo-as e vendo os sinais que ele operava. 7 Pois os espíritos imundos de muitos possessos saíam gritando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos foram curados. 8 E houve grande alegria naquela cidade.” (Atos 8:5-8)

– Logo após a morte de Estevão houve grande perseguição a igreja em Jerusalém dispersando os discípulos para as regiões da Judéia e Samaria, exceto os apóstolos. Saulo continuava seu serviço assolando a igreja, levando ao cárcere os discípulos de Cristo. A perseguição ao invés de desmotivar a igreja, motivava ainda mais a pregação da palavra de Deus (cf. Atos 8:1-4). Leia o resto deste post »

Passos para a salvação

Postado em Atualizado em

 

Para ser salva uma pessoa precisa responder ao chamado de Deus por meio de seu Filho, Jesus Cristo, seguindo e obedecendo aos seguintes passos: ouvir, crer, arrepender, confessar e batizar. Através destes passos todos tem a oportunidade de conhecer o plano infalível de Deus para a salvação. Não é possível deixar nenhum deles para traz sem que antes sejam compreendidos e aceitos, pois todos são imprescindíveis na conversão do pecador para uma nova vida de obediência, temor e reverência para com Deus. Após o batismo, ele precisará perseverar até a volta de Cristo que virá buscar aqueles que são seus.

“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38) é o chamado de Jesus para todos, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:23). Quem aceita este chamado, terá sobre si a misericórdia e a graça de Deus sendo exercida sobre sua vida até a volta de Jesus ou até quando Deus chamar.

O evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé.” (Romanos 1:16,17). É preciso ter fé, pois “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6). E o que é fé? A própria Bíblia responde: “fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem” (Hebreus 11:1).

Que este breve estudo o(a) ajude a tomar a melhor decisão que um ser humano deve tomar: se render a Cristo Jesus como seu único Senhor e Salvador. “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6). A seguir vamos analisar cada passo, seu significado e sua responsabilidade.

1° – Ouvir:
Ouvir o que? O evangelho; as boas novas de Cristo; a boa notícia da salvação.

“Esteja absolutamente certa, pois, toda a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos?” (Atos 2:36,37)

2° – Crer:

– Crer em que? Que Jesus é o Filho de Deus.

 

“Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus” (Atos 8:37).

 

“Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” (Marcos 16:16).

 

Obs.: Quem não crer que Jesus é o Filho de Deus não pode ser salvo.

 

3° – Arrepender:

-Arrepender de que? Dos pecados cometidos.

 

“Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:37,38).

 

Obs.: Remissão = perdão total dos pecados concedido por Deus.

4° – Confessar:
Confessar o que? Os pecados cometidos e Jesus como seu Senhor e Salvador.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9)

Jesus disse: “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante do meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai, que está nos céus” (Mateus 10:32,33).

5° – Batismo:

 

Não existe nenhuma menção de batismo por aspersão na Bíblia, nem tão pouco de crianças recém nascidas. O batismo é para pessoas conscientes de seus atos. É uma decisão pessoal e espontânea. O batismo é o passo final para aquele que se arrepende de seus pecados para entrar numa nova vida de comunhão com Deus – salvação – selando assim o processo de sua redenção, e assim, aguardar a volta de Cristo perseverando na fé e na obediência a vontade de Deus.

 

“Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38).

 

– “Batizado” (do grego baptizo), imerso; variação de “baptism” (batismo), ou seja “imersão”.

 

“Seguindo eles caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que seja eu batizado? Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Então, mandou parar o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, não o vendo mais o eunuco; e este foi seguindo o seu caminho, cheio de júbilo” (Atos 8:36-39).

 

“Desceram à água”, ou seja, foram imersos. “Saíram da água”; mostrando que era muita água; água suficiente para cobri-los, ou seja, imergi-los.

 

– O batismo bíblico é por imersão como a própria palavra grega “baptism” confirma, trazendo a imagem de um sepultamento, onde o indivíduo é imerso em água, ou melhor, é sepultado em água, simbolizando a sua morte para a vida de pecado e desobediência a Deus. A pessoa sai da água – levanta ou ressuscita – para uma nova vida de temor e obediência a vontade de Deus.

A passagem de Romanos 6:2-4 diz que ao sermos batizados (imersos), somos “sepultados” como Jesus o foi; e a passagem de João 20:1-12 relata como Jesus foi sepultado, salientando o final (versículo 12) onde mostra os anjos sentados – um a cabeceira e outro aos pés – confirmando que o Senhor foi sepultado deitado e não em pé, como alguns relatam para defender o sepultamento em pé, justificando o batismo por aspersão.

Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos? Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida” (Romanos 6:2-4).

“No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu que a pedra estava revolvida. Então, correu e foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: Tiraram do sepulcro o Senhor, e não sabemos onde o puseram. Saiu, pois, Pedro e o outro discípulo e foram ao sepulcro. Ambos corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro; e, abaixando-se, viu os lençóis de linho; todavia, não entrou. Então, Simão Pedro, seguindo-o, chegou e entrou no sepulcro. Ele também viu os lençóis, e o lenço que estivera sobre a cabeça de Jesus, e que não estava com os lençóis, mas deixado num lugar à parte. Então, entrou também o outro discípulo, que chegara primeiro ao sepulcro, e viu, e creu. Pois ainda não tinham compreendido a Escritura, que era necessário ressuscitar ele dentre os mortos. E voltaram os discípulos outra vez para casa. Maria, entretanto, permanecia junto à entrada do túmulo, chorando. Enquanto chorava, abaixou-se, e olhou para dentro do túmulo, e viu dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus fora posto, um à cabeceira e outro aos pés. (João 20:1-12)

Após o batismo, que é o passo final para entrar numa nova vida com Deus, a nova criatura (2 Coríntios 5:17), agora cristão – discípulo de Cristo -, precisará perseverar até a volta de seu Senhor, testemunhando a respeito dele e tendo uma vida separada das contaminações da carne, consagrando-se a Deus para seu serviço em prol de Sua obra redentora.

Perseverar:

Continuar; não desistir; esperar a volta de Cristo.

 

Jesus disse: “Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo” (Mateus 10:22).

 

– Porque “sereis odiados de todos”? Por que aquele que decide seguir a Cristo fielmente, precisa abandonar a vida de pecado que tinha antes de conhecer ao Senhor. Precisa deixar toda e qualquer forma de pecado que foi largamente imposta no mundo ao longo dos anos. Para um exemplo do que o seguidor de Cristo precisa deixar, leiamos Gálatas 5:19-21: “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam”.

O discípulo de Cristo enfrentará muitos obstáculos em sua caminhada rumo ao céu. Ele incomodará àqueles que se opõem a Jesus e enfrentará perseguição, zombaria, tentações e oposição com sua nova conduta perante Deus. Esta nova conduta será esvaziada das obras da carne descritas acima e preenchida com o fruto do Espírito; veja: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito” (Gálatas 5:22-25).

 

Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas. Exorto-te, perante Deus, que preserva a vida de todas as coisas, e perante Cristo Jesus, que, diante de Pôncio Pilatos, fez a boa confissão, que guardes o mandato imaculado, irrepreensível, até à manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Timóteo 6:12-14).

 

“Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo  (2 Coríntios 5:10).

 

“Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé (Hebreus 12:1,2a NVI).

 

“Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” (Romanos 8:1)

O que te impede de ser batizado? Decida agora seguir e obedecer Jesus, seguindo os passos rumo a salvação eterna.