A volta de Cristo

Magnificância

A volta de Cristo e a esperança da vida eterna no céu é uma realidade, pois a Bíblia relata a veracidade desta grandiosa manifestação e glória:

Jesus disse: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” (João 14:1-3).

Os espetáculos, eventos e fenômenos naturais que vez ou outra acontecem maravilham milhares e milhares de pessoas por todo mundo; o arco íris, a aurora boreal, os eclipses solar e lunar, a aparição de um cometa, etc. A volta de Cristo, porém, será um evento de grandiosidade infinitamente maior, de beleza e esplendor inigualáveis, e todos verão!

“Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. Amém! Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso” (Apocalipse 1:7,8).

Continue lendo

Anúncios

Submissão como convém no Senhor

“Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor” (Colossenses 3:18).

– Submissão é obediência; é uma atitude voluntária de ceder, cooperar, assumindo a responsabilidade, carregando um fardo. Submissão é submeter espontaneamente a vontade de outrem; é estar sujeito a missão do outro. A submissão feminina não tem a ver com inferioridade, ou seja, que o homem é superior a mulher. Diante de Deus, ambos são absolutamente iguais. Porém, o Senhor estabeleceu limites de responsabilidade dentro do lar para que haja ordem, decência, disciplina, temor, e sobretudo, amor.

Na igreja a ordem é a seguinte: Deus é o cabeça de Cristo; Cristo é o cabeça do homem, e o homem é o cabeça da mulher. A mulher é sujeita ao homem, assim como o homem a Cristo, e Cristo a Deus Pai. “Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo” (1 Coríntios 11:3).

Continue lendo

Perecendo no deserto

“Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.” (1 Coríntios 10:3-5)

No verso 11 da passagem em coríntios lemos: “Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado”. Que coisas? Os versos anteriores respondem: “não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.” (vers. 6b); “Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se.” (vers. 7); “E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil.” (vers. 8); “Não ponhamos o Senhor à prova, como alguns deles já fizeram” (vers. 9a); “Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador.” (vers. 10). Lembremos que “todos eles comeram de um só manjar espiritual… Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.” (vers. 3,5).

“Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós,” (vers. 6a) para que sejamos perspicazes. David Roper definiu “perspicaz” da seguinte maneira em seu estudo sobre o profeta Elias: “perspicaz significa capaz de compreender os significados, descobrir lições, seguir e viver de acordo com essas lições”. As lições que precisamos buscar são aquelas que Senhor nos apresenta e nos revelou pela Sua soberana e infalível Palavra.

Continue lendo

Meditação – Provérbios 12:22

Lábios mentirosos

Provérbios 12.22

“Os lábios mentirosos são abomináveis ao SENHOR, mas os que agem fielmente são o seu prazer.” (Provérbios 12:22)

– Mentira, quem é seu pai? A Palavra de Deus responde: o diabo. “Ele foi homicida desde o princípio” e “nele não há verdade”; ele é “mentiroso e pai da mentira” (João 8:44). Quem vive mentindo – e desta forma se opõem a Jesus, o rejeita e ignora a Sua Palavra – tem a sentença dEle: “Vós sois do diabo, que é vosso pai” (João 8:44), porque satisfazem o desejo do diabo. Jesus, porém, é “o caminho, e a verdade, e a vida” (João 14:6) e ninguém vai ao Pai senão por Ele. Jesus falou a verdade que veio do Pai, mas aqueles que o rejeitaram, o perseguiram e o mataram, porque “amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más” (João 3:19); “amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus” (João 12:43).

Continue lendo

O exército de um só homem

Elias - 2“Então, lhe enviou o rei um capitão de cinqüenta, com seus cinqüenta soldados, que subiram ao profeta, pois este estava assentado no cimo do monte; disse-lhe o capitão: Homem de Deus, o rei diz: Desce. Elias, porém, respondeu ao capitão de cinqüenta: Se eu sou homem de Deus, desça fogo do céu e te consuma a ti e aos teus cinqüenta. Então, fogo desceu do céu e o consumiu a ele e aos seus cinqüenta.” (2 Reis 1:9,10)

Como já havia citado em uma mensagem anterior – A rebeldia de um rei -, não existe idade para servir a Deus. O profeta Elias é a grande prova disso. Já com uma idade avançada, depois de travar batalhas impressionantes durante mais de vinte anos contra Jezabel e o rei Acabe, agora está de novo na ativa, ainda contra Jezabel e agora também, contra o rei Acazias, o filho e sucessor do rei Acabe. Apesar dos anos passarem, Elias ainda era o homem de Deus em Israel, e também o homem do fogo; aquele pelo qual, Deus agia poderosamente.

O pré-requisito para servir ao Senhor e aos seus propósitos aqui neste mundo não é a nossa idade, força, aparência física, inteligência secular, vocabulário ou grau de instrução, mas um coração segundo o coração de Deus. Um coração que o obedece e o busca.

“Bem-aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na lei do SENHOR. Bem-aventurados os que guardam as suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniqüidade e andam nos seus caminhos. De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos. Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti” (Salmo 119:1-3,10,11).

Se desejamos servir a Deus e ser úteis e perfeitamente usados por Ele aqui na terra, devemos dizer a Ele: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Salmo 51:10). Elias tinha um coração puro e um espírito inabalável para servir ao seu Senhor contra terríveis opositores. Elias era “o exército de um só homem” de Deus, porque quem está com o Senhor, sempre será maioria absoluta. E estar com Deus é cumprir cabalmente aquilo que Ele manda, assim como Elias o cumpria.

“Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca” diz Salmo 119:4. Quem quer agradar aos homens, não serve aos propósitos de Deus. “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo” (Gálatas 1:10). Quem quer agradar a Deus, precisa obedecer aquilo pelo qual Ele manda fazer; e mesmo que tudo e todos estejam contra, na companhia de Deus será “o exército de um só homem” contra as forças do mal.