Apóstolo Paulo

Calando um pregador

Postado em Atualizado em

Existem duas formas de calar um pregador da palavra de Deus: Primeiro, ele se corromper e se acovardar, recuando, deixando de falar toda a verdade, e com o tempo abandonando-a por completo. Segundo, ele ser morto* – Não literalmente, como na Antiga Aliança e nem como no início da igreja, mas “matando-o” no coração, o isolando, pressionando e perseguindo até ele desistir e morrer espiritualmente.

Estêvão – o helenista – no final de seu desafiador discurso frente aos líderes judeus pronunciou: “Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis. Qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram os que anteriormente anunciavam a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e assassinos, vós que recebestes a lei por ministério de anjos e não a guardastes. Ouvindo eles isto, enfureciam-se no seu coração e rilhavam os dentes contra ele. E apedrejavam Estêvão, que invocava e dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito!” (Atos 7:51-54,59)

Leia o resto deste post »

Anúncios

É inútil resistir

Postado em Atualizado em

O episódio narrado em 2 Reis 1:9-12 entre o profeta Elias – “o homem de Deus” – e o rei Acazias, através de seus homens enviados por ele [primeiramente, um capitão, mais cinquenta soldados; e depois repetido o número de homens, totalizando, dois capitães e cem soldados consumidos pelo “fogo do céu”] pode chamar a atenção e ser chocante para muitos; porém devemos lembrar que Elias estava realizando a obra de Deus.

Leia o resto deste post »

Agrade ao SENHOR

Postado em Atualizado em

O profeta Elias era “o exército de um só homem” de Deus, porque ele era o homem de Deus em Israel, e também o homem do fogo; aquele pelo qual Deus agia poderosamente (2 Reis 1:9,10).

Nos embates contra os homens do rei Acazias, Elias agiu só, mas não estava sozinho, Ele estava com Deus e Deus estava com ele – um capitão, mais cinquenta soldados enviados por Acazias não retornaram, pois foram consumidos pelo “fogo do céu”; depois, mais um capitão com mais cinquenta soldados, também foram consumidos. Por fim, Acazias enviou mais um capitão, e este de joelhos suplicou ao “homem de Deus” por sua vida e de seus cinquenta soldados – Elias então desceu com eles para encontrar com o rei (2 Reis 1:2-16).

Leia o resto deste post »

Servindo com humildade

Postado em Atualizado em

“Servindo ao Senhor com toda a humildade” (Atos 20:19a)

Deus de antemão preparou boas obras “para que andássemos nelas” (Efésios 2:10). Ele nos concede talentos e habilidades para que possamos usá-los para a Sua glória (Veja Mateus 25). O processo, porém, não é automatizado; é bem provável que haja a necessidade de preparação – e em determinadas áreas – , um longo período de preparação. A conseqüência disto será a completa utilização dos talentos na obra e causa do Senhor neste mundo.

Algo que precisamos ter em mente é que nem sempre a preparação e/ou aprendizado não será tão prazeroso como gostaríamos, mas é importante salientar que a maioria das coisas nesta vida precisa de preparação e prática e não é diferente no serviço dedicado a Deus.

Leia o resto deste post »

Conhecendo o melhor, deixando o pior

Postado em Atualizado em

“Partiu, pois, Elias dali e achou a Eliseu, filho de Safate, que andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele;… Elias passou por ele e lançou o seu manto sobre ele. Então, deixou este os bois, correu após Elias e disse: Deixa-me beijar a meu pai e a minha mãe e, então, te seguirei. Elias respondeu-lhe: Vai e volta; pois já sabes o que fiz contigo. Voltou Eliseu de seguir a Elias, tomou a junta de bois, e os imolou, e, com os aparelhos dos bois, cozeu as carnes, e as deu ao povo, e comeram. Então, se dispôs, e seguiu a Elias, e o servia.” (1 Reis 19:19-21)

Leia o resto deste post »