No mundo passais por aflições

Postado em Atualizado em

Jesus disse que no mundo, passaríamos por aflições, mas que tivéssemos bom ânimo, pois Ele venceu o mundo (cf. João 16:33b). As dificuldades, sofrimentos e opressões sobrevindas dos homens dominados pelo mal, foram realidade na vida daqueles que disseram NÃO para este mundo de corrupção e injustiças, e SIM para Deus, sua vontade e seus desígnios.

O autor de Hebreus, no capítulo 11, disse que “o mundo não era digno” (v. 38) daqueles que foram guiados pela fé, no entanto “obtiveram bom testemunho por sua fé” (v. 39a). Eles permaneceram fiéis, apesar de todo sofrimento e oposição dos homens; eles passaram por provas muito difíceis e saíram vencedores.

Leia o resto deste post »

Anúncios

O bom exemplo, o ambicioso e o fiel cristão

Postado em Atualizado em

Gaio, Diótrefes e Demétrio (3 João 1-12)
-8
Diótrefes

Introdução:

“O presbítero ao amado Gaio, a quem eu amo na verdade. Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma. Pois fiquei sobremodo alegre pela vinda de irmãos e pelo seu testemunho da tua verdade, como tu andas na verdade. Não tenho maior alegria do que esta, a de ouvir que meus filhos andam na verdade.” (v. 1-4)

– João escreve a Gaio uma pequena carta, mas com teor profundo. Ele primeiro o saúda e deseja melhora, possivelmente porque Gaio estivesse enfrentando problemas de saúde e até de finanças. O apóstolo ficou contente em saber que este irmão permanecia fiel ao Senhor Jesus Cristo, andando na verdade, colocando em pratica os ensinamentos recebidos.

Leia o resto deste post »

Arrependimento para vida

Postado em Atualizado em

No início da era cristã, a pregação se resumia em arrependimento para perdão de pecados e a salvação em Cristo Jesus. Os pecadores após ouvirem a mensagem, criam nela, arrependiam e confessavam seus pecados; confessavam também que Jesus era seu o único Senhor e Salvador, e por fim eram batizados para remissão de pecados e para receberem o dom do Espírito Santo. “Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.” (Romanos 6.4).

Leia o resto deste post »

O amor jamais acaba

Postado em Atualizado em

Se “o amor jamais acaba” (1 Coríntios 13:8), então porque muitos casamentos terminam em separações, divórcios e relacionamentos de fachada? (Estes parecem que está tudo bem olhando por fora, mas dentro de casa os casados mostram a verdadeira realidade de seu matrimônio).

Exemplo: muitos homens falam educadamente, são gentis e tratam bem os outros, especialmente as mulheres, mas quando chegam a suas casas tratam suas esposas de forma rude, seca e em certos casos com violência física – eles podem até enganar os de fora com sua maneira de agir, mas a Deus é impossível, e a mão do SENHOR pesará sobre eles se não se arrependerem pedirem perdão as suas esposas e mudarem de direção! Muitas mulheres também erram com seus maridos em determinadas situações. É preciso humildade para reconhecer o erro e mudar; e isto vale para todas as áreas da vida – Tiago em sua sabedoria disse: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” (Tiago 4:6).


Leia o resto deste post »

Calando um pregador

Postado em Atualizado em

Existem duas formas de calar um pregador da palavra de Deus: Primeiro, ele se corromper e se acovardar, recuando, deixando de falar toda a verdade, e com o tempo abandonando-a por completo. Segundo, ele ser morto* – Não literalmente, como na Antiga Aliança e nem como no início da igreja, mas “matando-o” no coração, o isolando, pressionando e perseguindo até ele desistir e morrer espiritualmente.

Estêvão – o helenista – no final de seu desafiador discurso frente aos líderes judeus pronunciou: “Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis. Qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram os que anteriormente anunciavam a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e assassinos, vós que recebestes a lei por ministério de anjos e não a guardastes. Ouvindo eles isto, enfureciam-se no seu coração e rilhavam os dentes contra ele. E apedrejavam Estêvão, que invocava e dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito!” (Atos 7:51-54,59)

Leia o resto deste post »